Domingo, 17 de Agosto de 2014

Difícil a Internet

Muito difícil a publicação de posts com rede muito d´bil e intermitente. 

publicado por julmar às 12:38
link do post | comentar | favorito
|

Requiescat in pace - Isabel Duro

Displaying DSC_0054.JPG

 

Faleceu a nossa conterrânea Isabel Duro, filha de José Martins Duro – o ti Zé Ferreiro – e de Cecília Costa (a ti Assucília como por cá dizíamos). Faleceu no Hospital da Guarda no dia 14 de Agosto e foi sepultada no cemitério de Vilar Maior no dia 16 de Agosto. Comunicativa e afável ficará nas nossas memórias como uma pessoa de bem.

Aos familiares apresentamos as nossas condolências.

 

Na missa de corpo presente, uma sobrinha leu o seguinte texto:

«Nossa irmã, tia, cunhada amada e respeitada partiu.

A 14 de fevereiro de 1937, em Vilar Maior, nasceu filha de José Martins Duro e de Cecília Costa, a segunda de quatro irmãs, sempre trabalhadora e companheira de seus Pais até à hora da do adeus!

Pelas irmãs, cunhados e sobrinhos sempre amada! Pelo povo de Vilar maior conhecida pela bondade, simplicidade, pronta para ajudar, pessoa autêntica e genuína.

Nos dois últimos dois anos apareceram as complicações mas como sempre lutou pela vida e tudo aceitou e sofreu em silêncio!

Pelos hospitais que passou, segundo os enfermeiros e médicos, uma boa imagem deixou. Tia Partiste para Deus e só boas recordações deixas nos nossos corações.»

publicado por julmar às 11:50
link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 11 de Agosto de 2014

III Feira de Talentos - Visite o Solar Quevedo Pessanha

A nossa Feira de Talentos é uma feira especial, diferente, única. É uma feira onde se vende, onde se mostra, onde se dá, onde se troca, onde se partilha, onde se cruza o passado com o presente e se procura construir um futuro.

Por isso, a professora Maria Neves Cardoso (a Mariazinha) nos vai abrir a porta da casa do senhor Zé Pedro, uma casa cheia de História por onde passou boa parte da história da Vila.

Displaying DSC_0002.JPG

 

Displaying DSC_0007.JPG

 Solar Quevedo Pessanha

publicado por julmar às 10:56
link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 7 de Agosto de 2014

III Feira de Talentos - Dia de partilha


Museu Carlos Freire

Talvez não conheça, talvez não saiba que existe. O nome museu é da minha responsabilidade e a fotografia de um amigo meu, o professor Zé Barros que em 1997 me presenteou com um album fotográfico sobre Vilar Maior. Amavelmente o Carlos Freire, para além do copo hospitaleiro da praxe, abriu-nos a loja que durante anos ocupou a vida de seus pais - Albino Freire e Aninhas Frias e mais tarde a da professora Mariazinha e dele próprio - o COMÉRCIO. Encerrada a atividade comercial, os proprietários recolheram e organizaram mitos objetos da atividade comercial e de uso doméstico. Convidada a participar na Feira de Talentos, a professora Mariazinha acedeu a abrir nesse dia este magnífico espólio para que possamos reavivar a memória de objetos que faziam parte do nosso quotidiano.

A Feira de Talentos serve para partilhar um património que nos é comum. E, segundo, a parábola do Evangelho, todos temos talentos uns mais outros menos, sobretudo diferentes. O que não deveremos é escondê-los mas sim partilhá-los, que é a forma mais perfeita de os fazer render.





publicado por julmar às 14:34
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 6 de Agosto de 2014

A Vila vai ter um novo pároco

alt

 Daniel José Tomé da Silva Cordeiro foiordenado sacerdote no dia 29 de Junho, às 16.00 horas, na Sé catedral da Guarda. Frequentou os Seminários diocesanos, com uma experiência de dois anos no Seminário de Vila Viçosa, o Instituto Superior de Teologia de Viseu e a Faculdade de Teologia em Braga. Nasceu na Guarda, a 18 de Fevereiro de 1989. 

A notícia foi nos dada pelo pároco cessante que na missa do passado domingo nos leu a carta que se segue:

 

«Diocese da Guarda

À Comissão da Fábrica da Igreja da Paróquia de S. Pedro de

Vilar Maior

 

Estimados irmãos e colaboradores em Cristo:

 

Os meus cumprimentos.

Venho comunicar-vos que nomeei vosso pároco o Rev.do Padre Daniel José da Silva Cordeiro, qual iniciará estas suas funções pastorais em dia a determinar, durante o próximo mês de Setembro.

Peço, desde já, a melhor colaboração  com o vosso pároco.

Rezai por ele para que seja sempre, junto de vós e da comunidade em geral, rosto visível de Jesus Bom Pastor, que nos acompanha na caminhada da vida.

Para vós a minha gratidão e de toda a nossa Diocese.

Guarda, 30 de julho de 2014

+Manuel R. Felício, Bispo da Guarda»

publicado por julmar às 21:44
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 30 de Julho de 2014

Quando Agosto chega(va)



Agosto de 2003

Quem os viu há onze anos e quem os vê agora, talvez não muito diferentes. Tardes de domingo, o Cimento - esse altar mundano -  cheio a ver o que na Praça se passa. Talvez um baile, talvez uma arrematação, talvez um rancho folclórico. 
publicado por julmar às 22:49
link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 25 de Julho de 2014

III Feira de Talentos - A Parábola dos talentos

Com a diferença de que na vila todos fazem render os seus talentos, ninguém irá ser julgado e vai ser uma grande festa. 

«Será também como um homem que, ao partir para fora, chamou os servos e confiou-lhes os seus bens. 15A um deu cinco talentos, a outro dois e a outro um, a cada qual conforme a sua capacidade; e depois partiu. 
16Aquele que recebeu cinco talentos negociou com eles e ganhou outros cinco. 17Da mesma forma, aquele que recebeu dois ganhou outros dois. 18Mas aquele que apenas recebeu um foi fazer um buraco na terra e escondeu o dinheiro do seu senhor.
19Passado muito tempo, voltou o senhor daqueles servos e pediu-lhes contas. 20Aquele que tinha recebido cinco talentos aproximou-se e entregou-lhe outros cinco, dizendo: 'Senhor, confiaste-me cinco talentos; aqui estão outros cinco que eu ganhei.' 21O senhor disse-lhe: 'Muito bem, servo bom e fiel, foste fiel em coisas de pouca monta, muito te confiarei. Entra no gozo do teu senhor.'
22Veio, em seguida, o que tinha recebido dois talentos: 'Senhor, disse ele, confiaste-me dois talentos; aqui estão outros dois que eu ganhei.' 23O senhor disse-lhe: 'Muito bem, servo bom e fiel, foste fiel em coisas de pouca monta, muito te confiarei. Entra no gozo do teu senhor.'
24Veio, finalmente, o que tinha recebido um só talento: 'Senhor, disse ele, sempre te conheci como homem duro, que ceifas onde não semeaste e recolhes onde não espalhaste. 25Por isso, com medo, fui esconder o teu talento na terra. Aqui está o que te pertence.' 26O senhor respondeu-lhe: 'Servo mau e preguiçoso! Sabias que eu ceifo onde não semeei e recolho onde não espalhei. 27Pois bem, devias ter levado o meu dinheiro aos banqueiros e, no meu regresso, teria levantado o meu dinheiro com juros.' 28'Tirai-lhe, pois, o talento, e dai-o ao que tem dez talentos. 29*Porque ao que tem será dado e terá em abundância; mas, ao que não tem, até o que tem lhe será tirado. 30*A esse servo inútil, lançai-o nas trevas exteriores; ali haverá choro e ranger de dentes.'»
publicado por julmar às 22:31
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 23 de Julho de 2014

Personagens marcantes do século XX - António Gata

António Gata (1876-1938), filho de Bernardo António Guerra e Ana Cardoso foi uma das personagens mais marcantes da primeira metade do século XX na Vila como proprietário, lavrador e comerciante. Pessoa bem formada e íntegra, defendeu o padre Júlio Matias na tentativa (bem sucedida) de o colocar fora da freguesia, quando os ventos da instauração da República eram pouco favoráveis à defesa do clero. Foi presidente da junta e era uma figura com peso político local. Teve três filhos ordenados sacerdotes - Abel, Júlio e Alberto. Foi o Aníbal que deu continuidade à atividae económica, sobretudo a comercial.

O Comércio de António Gata era um dos maiores da região servindo não apenas Vilar Maior mas freguesias próximas, sendo incrível a quantidade e variedade de bens que se vendiam que era praticamente tudo o que se consumia desde bens alimentares, vestuário, bebidas, tabaco, ferramentas para as várias profissões, petróleo, artigos de papelaria e correio, folha de flandres para o latoeiro, brochas e pregos de tamanhos vários, protetores e graxa para sapatos, artigos de higiene e toilete, guloseimas, retrosaria e tudo o que costureiras e alfaiates necessitassem,  artigos de papelaria e correio ... tudo admiravelmente organizado e arrumado. Tudo isto feito por um só homem que tinha uma contabilidade de tudo isto e de todos os gastos de casa numa escrita de fazer inveja. Era preciso estar atento às necessidades dos clientes, fazer as encomendas aos  aos fornecedores, avaliar a qualidade dos produtos,escolher os melhores preços, fazer reclamações...

O livro de cartas comerciais de António Gata é um manancial de informações históricas sobre o consumo dos vilarmaiorenses nessa época e donde retirámos, entre muitos outros, estes apontamentos:

 

Este livro de 500 páginas contém as cartas comerciais de António Gata aos seu fornecedores, sendo que começa na página 150, abrange o período que vai de 1 Junho de 1921 a 4 de Setembro de 1924.

Algumas das cartas são o envio de dinheiro para crédito: «Anexo envio escudos 305$00 que me creditarão com os meus agradecimentos para saldo»

Outras em que há diferendos quanto a preços e que caso não haja redução de preços e ampliação de prazos a devolverá

Ou fazendo notar,

«Estou informado que no Porto, à porta de vários armazéns se vê arroz, em sacos marcado para  $50  e $60, bacalhaus por preços muito mais baixos do que me fazem a mim, parece que não deveria ser assim»

«Sou a dizer-lhe que continuo no mesmo propósito, não aceito as fazendas sem que haja probabilidades de as vender, por aqui não se corta um metro de fazenda nenhuma, só fazendo-se um preço muito reduzido … em muitos artigos estou a perde muito dinheiro, as coisa não estão boas»

E a contrariedade com os produtos: «Bacalhau desta vez fiquei muito mal servido…»

Ou reclamar de descontos «disse que o desconto que fazia era de 4% sobre o total da factura e eu pedi para me fazerem 5%...» e promete devolver os lenços se não lhe fizerem o preço a que os estão a vender na Cerdeira.

Exemplo de carta:

Exmo Sr Guimarães Ayres  Porto

«Anexo envio a Vª Shª escudos 181$06 que creditarão em m/ conta bem assim o bónus de 3% de antecipação e transferência.

(…) »

 

Solicitação de amostras de arrozes, açúcar, bacalhau e respectivos preços

Em 2 de fev. de 1922 faz uma encomenda de folha de Flandres que era a matéria prima de Albino Leonardo, latoeiro

1 cx chapa … … … 1,20x0,40 m

1 cx chapa ……..    1,20x0,30m

1 cx chapa ………   1,20x0,25

 

publicado por julmar às 06:36
link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 22 de Julho de 2014

Feira de Talentos - Da primeira vez foi assim

Uma reportagem sobre os talentos da Vila. Vamos colocar a Vila no mapa

http://videos.sapo.pt/UenBEJlQNhISog3zL4SK

publicado por julmar às 10:25
link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 21 de Julho de 2014

III Feira de Talentos - O cartaz


publicado por julmar às 16:40
link do post | comentar | favorito
|

.Memórias de Vilar Maior, minha terra minha gente

.pesquisar

 

.Agosto 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
12
13
14
15
16

18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


.posts recentes

. Difícil a Internet

. Requiescat in pace - Isab...

. III Feira de Talentos - V...

. III Feira de Talentos - D...

. A Vila vai ter um novo pá...

. Quando Agosto chega(va)

. III Feira de Talentos - A...

. Personagens marcantes do ...

. Feira de Talentos - Da pr...

. III Feira de Talentos - ...

.arquivos

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

.links

.participar

. participe, leia, divulgue, opine

.

blogs SAPO

.subscrever feeds