Segunda-feira, 7 de Dezembro de 2009

A vinha e o vinho

A vinha constituía, depois da cultura do centeio, a maior das extensões cultivadas. E antes do surto emigratório de 60 as vinhas com as muitas voltas que a terra levava eram todas feitas à enxada dos muitos jornaleiros que com isso ganhavam a vida. O pão e o vinho. Um dia inteiro para ganhar vinte escudos, para os mais novos, o equivalente a dez cêntimos. Depois com a falta de mão de obra, procede-se a um arranque parcial: valada sim, valada não para que as vacas pudessem lavrar as vinhas e posteriormente os tractores. Depois de 1986, a CEE deu subsídios ao arranque da vinha e uma após outra foram quase todas. E a paisagem do estio, retiradas as enormes manchass de verde, ficou árida.

Quem sabe se um dia, não voltaremos ao verde da parreira, com um vinho  de qualidade que sabemos estas terras podem dar?

publicado por julmar às 23:06
link do post | comentar | favorito
|
6 comentários:
De Paula Alves a 8 de Dezembro de 2009 às 13:02
Ainda sobre a tal associação...
Parece-me interessante a ideia. aqui e ali um pouco utópica mas interessante.
Penso que terras como a Vila têm de centrar, numa primeira análise, na caça e na pesca toda a sua motivação. Ressalvo que não quero, com este comentário, ferir quaisquer susceptibilidades de quem tem mais legitimidade/sabedoria do que eu para falar destes assuntos. Apenas pretendo deixar vertida, com a experiência dos últimos 4 anos numa autarquia do interior, a percepção que tenho destas coisas.
Estas duas actividades conseguem ter sustentabilidade se bem estruturadas, têm um público alvo definido e com capacidade económica e são criadoras de emprego.
Precisam de terras cultivadas para alimentação das espécies, repovoamentos equilibrados, recursos humanos para vigilância, zonas de restauração e alojamento e uma boa promoção.
Os cursos de água têm de ser limpos, vulgo requalificados, com inventariação das espécies e, eventualmente, recolocação de algumas entretanto em risco.
A regulamentação recente do alojamento local pode permitir a muitos colocar as suas casas no mercado.
Tudo isto é exequível. Com determinação, contactos, passos seguros e uma ambição inteligente.
E pode começar com uma associação para o Desenvolvimento. Claro que pode.
Um abraço
Paula Alves


De Manuel Maria a 8 de Dezembro de 2009 às 17:29
Resumindo: É o desenvolvimento sustentado, com base na agroecologia, ecoturismo e produtos tradicionais de valor acrescentado...


De Júlio Marques a 8 de Dezembro de 2009 às 21:05
É o que em linguagem comum se chama pôr os nomes aos bois.A esses conceitos essenciais vamos ter que lhe dar corpo. E esse corpo não dispensa a lei.


De Júlio Marques a 8 de Dezembro de 2009 às 20:55
Um contributo valioso baseado no saber e na experiência e que vem de encontro à filosofia do projecto, isto é, que o desenvolvimento tem de ser global, integral, visando a criação de emprego, o repovoamento, a qualidade de vida que passa pela promoção, qualificação e gestão dos recursos naturais numa perspectiva ecológica.
Estamos na fase deapresentação de ideias. Depois a partir delas é preciso começar a construir o projecto (feito de mutos projectos). Vai se rpreciso o trabalho de todos e como sabemos temos recursos em todas as áreas profissionais e não há nenhuma que seja dispensável da medicina, à sociologia, à informática, á zootecnia, à veterinária, à Educação, ao Direito e aos saberes não especializados, ao saber comum dos nossos idosos, dos nossos agricultore e pastores.
Há-de chegar o momento em que cada um será chamado a colocar a sua pedra nesta construção comum.
Obrigado Paula.


De O Papa Açorda a 8 de Dezembro de 2009 às 21:30
A mim a ideia agrada-me muito. A ideia de fabricar um bom vinho. É que eu para além de gostar de comer bem, gosto de beber bem. Tenho a felicidade de ter um médico de família que de cada vez que o consulto me recomenda: - Não se esqueça de comer e beber bem.
O vinho será de todos os produtos naturais o mais sensível. Quem conheceu Vilar Maior nos anos sessenta e setenta e visitou pipos e tonéis de médios e pequenos viticultores sabia antes de provar o que ia beber e muitas vezes só a boa educação e amizade impedia a recusa à generosa e franca oferta de um copo a sair do tonel. Noutros casos, porém, sabíamos que íamos beber um vinho de «estalo». E das dezenas de produtores não se bebiam dois vinhos iguais. Cada um tinha a sua personalidade feita de muitos ingredientes: a casta, a terra, a exposição solar, factores climatéricos, o trato da vinha, a maturação, a rte de fazer o vinho, a vasilha, entre outros. Hoje em dia, havendo quem saiba, seria possível fazer aqui bom vinho. E com esse eu seguiria o conselho do meu médico.


De Manuel Maria a 8 de Dezembro de 2009 às 22:33
Abençoado "Papaçorda" que tem um bom médico. Deve ter carradas de pacientes como este:


Dr. Paulo Ubiratan, de Porto Alegre, RS, em entrevista a uma TV local,
foi questionado sobre vários conselhos que sempre nos são dados...

Pergunta: Exercícios cardiovasculares prolongam a vida, é verdade?
Resposta: O seu coração foi feito para bater por uma quantidade de
vezes e só... não desperdice essas batidas em exercícios. Tudo
gasta-se eventualmente. Acelerar seu coração não vai fazer você viver
mais: isso é como dizer que você pode prolongar a vida do seu carro
dirigindo mais depressa. Quer viver mais? Tire uma soneca !!!
P: Devo cortar a carne vermelha e comer mais frutas e vegetais?
R: Você precisa entender a logística da eficiência... .O que a vaca
come? Feno e milho. O que é isso? Vegetal. Então um bife nada mais é
do que um mecanismo eficiente de colocar vegetais no seu sistema.
Precisa de grãos? Coma frango.
P: Devo reduzir o consumo de álcool?
R: De jeito nenhum. Vinho é feito de fruta. Brandy é um vinho
destilado, o que significa que, eles tiram a água da fruta de modo que
vc tire maior proveito dela. Cerveja também é feita de grãos. Pode
entornar!
P: Quais são as vantagens de um programa regular de exercícios?
R: Minha filosofia é: Se não tem dor...tá bom!
P: Frituras são prejudiciais?
R: VOCÊ NÃO ESTÁ ME ESCUTANDO!!! ... Hoje em dia a comida é frita em
óleo vegetal. Na verdade ficam impregnadas de óleo vegetal. Como pode
mais vegetal ser prejudicial para você?
P: Flexões ajudam a reduzir a gordura?
R: Absolutamente não! Exercitar um músculo faz apenas com que ele
aumente de tamanho.
P: Chocolate faz mal?
R: Tá maluco? !!!! Cacau!!!! Outro vegetal!! É uma comida boa pra se
ficar feliz !!!
E lembre-se: A vida não deve ser uma viagem para o túmulo, com a
intenção de chegar lá são e salvo, com um corpo atraente e bem
preservado. Melhor enfiar o pé na jaca - Cerveja em uma mão - tira
gosto na outra - muito sexo e um corpo completamente gasto, totalmente
usado, gritando: VALEU !!! QUE VIAGEM!!!

P S.: SE CAMINHAR FOSSE SAUDÁVEL O CARTEIRO SERIA IMORTAL...!
BALEIA NADA O DIA INTEIRO, SÓ COME PEIXE, SÓ BEBE ÁGUA E É GORDA....!

LEMBRANDO:

COELHO CORRE, PULA E VIVE 15 ANOS, TARTARUGA NÃO CORRE NÃO FAZ NADA E
VIVE 450 ANOS_


Comentar post

.Memórias de Vilar Maior, minha terra minha gente

.pesquisar

 

.Julho 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
12
14
15

16
17
19
20
21
22

23
24
25
26
27
29

30
31


.posts recentes

. Contradições - O Riba-Côa...

. Ano 2051 - Senhora do Cas...

. Porque andas tu mal comig...

. Sinalização

. Um sítio para pousar a ca...

. Orca, a terra do senhor F...

. Ó sino da minha aldeia

. Que se passa?

. Demografia - Nonagenários...

. Vida de cão!

.arquivos

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

.links

.participar

. participe, leia, divulgue, opine

.

blogs SAPO

.subscrever feeds