Terça-feira, 8 de Dezembro de 2009

Que bela taça!

(Foto gentilmente cedida por Helena Palos)

A fotografia tem mais de 25 anos. Durante muitos anos esteve abandonado no sítio onde a vemos. Sorte mesmo, nenhum brutamontes se ter lembrado de a destruir. Constitui, sem dúvida alguma, a peça artística mais importante de Vilar Maior.

Claro que as rosas contidas só realçam a sua beleza.

publicado por julmar às 21:59
link do post | comentar | favorito
|
19 comentários:
De Manuel Maria a 8 de Dezembro de 2009 às 22:24
É de longe a mais valiosa, até porque tem simbolos de origem pré-cristã...


De D. QUIXOTE a 9 de Dezembro de 2009 às 00:00
A mais valiosa... Refere a alguma das flores ou à bela taça? Para quem não saiba aí vai a identificação das quatro rosas. Da esquerda para a direita temos: Helena Pinheiro Palos , a filha do ti Joaquim Da Cruz. a Maria da ti Elvira e a Júlia, filha do Zé Jerónimo .


De Pirilampo a 9 de Dezembro de 2009 às 19:28
A ser assim, está-se mesmo a ver que a Lena foi ao fundo do baú e tirou de lá uma revoada de fotos qua enviou (e muito bem) para publicação.
Um abraço.


De beirão manhana/canivete a 9 de Dezembro de 2009 às 22:05
Atenção que a pia tem também, muito visivel, uma cruz templária.


De Manuel Maria a 10 de Dezembro de 2009 às 00:17
sim? E os circulos concentricos com o ponto a meio, a corda com nervuras a meio do bojo, e as figuras femeninas estillizadas no topo, também são templarias?


De beirão manhana/canivete a 11 de Dezembro de 2009 às 01:53
A imaginação de cada um é assim, fica ao gosto de cada um.


De Manuel Maria a 11 de Dezembro de 2009 às 11:26
A respeito dos simbolos na "pia baptismal", recomendo a vasta obra de Mircea Iliade, a maior autoridade mundial em simbologia e mitos. Depois muito do que se diz actualmente sobre os templários é fruto de imaginação. Uma mentira repetida mil vezes, vira verdade. Há uma corrente templária (não confundir com esse pessoal que aprece folcloricamente em cerimónias públicas de investidura) que manteve a tradição inenterrupta ao longodos séculos. Não serão mais de 200 a 300 em todo o mundo, (com maior incidência na Inglaterra e na Escócia) e em Portugal e Espanha umas quatro dezenas, não mais, profundamente secreta e restrita. Não é imaginação, mas, abstraindo das teses cunspirativas que por aí polulam e são completamente infundadas, deve compreender que há coisas que não convém que sejam do domínio público... Assunto encerrado!


De beirão manhana/canivete a 11 de Dezembro de 2009 às 15:17
Encerrou ? Eu não.
A imaginação não diz reapeito aos templários mas à interpretação dos outros símbolos fora do contexto temporal e histórico da pia pertencente a uma capela marcadamente românica.


De Manuel Maria a 11 de Dezembro de 2009 às 17:36
A pia pertencia originariamente aquela Igreja? Está isso documentado onde? A arquitectura romanica, recebeu simbolos de épocas anteriores. Fim de "história". Não entro em polémicas estéreis.


De Manuel Maria a 10 de Dezembro de 2009 às 00:20
Nem a cruz templária é de origem cristã...


De anónimo a 10 de Dezembro de 2009 às 10:27
foi , deixou de ser e já voltou a ser espero que por muitos e bons anos.


De Manuel Maria a 10 de Dezembro de 2009 às 13:58
Não era, passou a ser e continua a ser.


De beirão manhana/canivete a 9 de Dezembro de 2009 às 22:02
Não estará o D. quixote está enganado ?
A 2ª a contar da esquerda parece-me a Virgínia (Gina), filha do Francisco Duro, neta do Armando Duro e da Vírginia Costa.


De D.Quixote a 9 de Dezembro de 2009 às 23:41
Estou como dizia o outro; Olhe que não "Dr." , olhe que não. Mas não estou totalmente seguro. E não obstante o facto de ter conhecido perfeitamente Armando Duro e a esposa, não estou a ver quem seja o filho Francisco e muito menos a filha deste. Gente de Porto de Ovelha, quem sabe.


De beirão manhana/canivete a 11 de Dezembro de 2009 às 01:50
Ò D. Quixote !
está visto que não sabe ! De Porto de Ovelha ?
Mas que "Dr." vocemecê também me saiu.
Olhe que a Júlia que também está na "taça" ainda é prima da tal Gina, a 2ª a contar da esquerda.


De D. Quixote a 11 de Dezembro de 2009 às 19:22
Para que conste, sempre gostei de fazer jus ao meu "pseudo-nome ". Logo, é lógico que onde eu vejo preto, o meu caro veja branco. Assim, e dando de barato que não conheço a dita Gina mas conhecendo a Isabel da Cruz, não faço finca pé em que a pessoa em causa seja uma ou outra. Fique no entanto ciente de que, de todas as que estão na taça, conheço os ascendentes em primeiro e/ou em segundo grau: No caso da Gina, aí vai o desenho ainda que incompleto;
Armando Martins Duro casado com Virgínia Gata (casal a que me refiro no meu comentário anterior) morava ao cimo da Calçada das Amoreirinhas . Ele, tinha como irmãos, Miguel Martins Duro, pai da Beatriz e avô da Júlia (por isso o grau de parentesco que refere); Diamantino M. Duro e José M. Duro, mais conhecido por ti Zé Ferreiro. Dos filhos, conheci bem o Armando, casado com Beatriz Pinheiro, ambos falecidos recentemente. Ora, por não ter ideia do Joaquim reportei-o a alguem muito próximo do Dr. Jorge e do irmão que cursou Direito na Faculdade Clássica de Lisboa e com raízes em Porto de Ovelha. Se calhar, mal.
Uff! Quase deslindava aqui a árvore geneológica desta Família.


De O Ilustrado a 11 de Dezembro de 2009 às 22:36
Sempre apreciei o desfilar de parentescos que lembro das conversas intermináveis da minha avó com o meu pai, no tempo em que dominavam as famílias alargadas. Por isso apreciei aqui este desfilar dos Duros. Que não precisaram de alcunhas para serem acertados com a vida. Porque desde o ti Zé Ferreiro que malhava tanto no ferro que lhe criavam uma sede insaciável que só um quatilho de vinho mitigava; ou do ti Miguel que era o rei das confusões nos serões das noites de Invernos e que na excessiva confiança da sua valentia lhe custou a vida; e o Diamantino que sempre quis ir para França mas um amor serôdio o reteve como pastor e lavrador fora de tempo; e o Armando Duro (regedor ou presidente da junta) que, quem sabe, por influência da mulher urbanizou os filhos. Bom era que os netos - um médico militar e outro juiz?- homens de 60 e tal anos dessem um contributo à sociedade de desenvolvimento inicialmente anunciada pelo Papa Açorda. Sujeito com piada este Papa açorda!


De D. Quixote a 11 de Dezembro de 2009 às 23:00
Um Papa Açorda com piada e não só. Aliás, ao contrário de mim, ele não faz jus ao nome, ainda que goste muito de papar. Sabe muito e de papa açorda não tem nada.


De kallO pai da a 10 de Dezembro de 2009 às 16:41
O pai da Gina era Francisco Duro ,filho de Armando Martins Duro e Virginia Costa.
Armando Duro era seu tio.
Boa tarde a todos


Comentar post

.Memórias de Vilar Maior, minha terra minha gente

.pesquisar

 

.Dezembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


.posts recentes

. Lendas de Portugal

. Requiescat in Pace, Ana D...

. Requiescat in pace, Maria...

. Armário Judaico no Baraça...

. Citânia de Oppidanea

. Gente da minha terra

. Viagens ao pé da porta - ...

. Eleições à porta

. Requiescat in pace, Álvar...

. Contradições - O Riba-Côa...

.arquivos

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

.links

.participar

. participe, leia, divulgue, opine

.

blogs SAPO

.subscrever feeds