Sexta-feira, 31 de Dezembro de 2010

Vamos fazer o que ainda não foi feito

Um excelente ano 2011 para todos. Melhor que ficar à espera que a felicidade caia do céu é lutar por ela hoje. Porque amanhã pode ser tarde demais.

http://www.youtube.com/watch?v=U6R5oJDzij0

 

publicado por julmar às 21:24
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Quinta-feira, 30 de Dezembro de 2010

Insólito

Vindo da Guarda, na noite fria de natal, ao Alto de Aldeia da Ribeira, pranta-se à frente do carro uma enorme lebre que, não sei se azelhice ou humanidade minha deixou escapar. Chegado às Escolas do Buraco tive que travar para salvar a vida da raposa que arrastava uma pele de borrego ou malato morto para festejar o natal. Até diriam que estou para aqui a inventar, não fora o caso de a raposa me permitir sair do carro e cooperar posando para a fotografia.

 

 

publicado por julmar às 21:12
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
|
Quarta-feira, 29 de Dezembro de 2010

O Toco do Natal

Para os que não puderam aquecer-se no toco do Natal, aqui ficam as fotos para rcordar

 

 

 

 

publicado por julmar às 19:34
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Terça-feira, 28 de Dezembro de 2010

Vilar Maior sem Net

Apenas hoje a net regressou a Vilar Maior! Em breve post sobre o Natal

publicado por julmar às 16:02
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Quinta-feira, 23 de Dezembro de 2010

Feliz Natal

Para todos os que frequentam este espaço como leitores, espreitadores, comentadores, profissionais, amadores, vilarmaiorenses, de terras vizinhas e afastadas, do continente ou das ilhas, da Améica do Sul e da América do Norte, da Europa de cá e de lá, da África, da Ásia, quiçá da Oceania, quem sabe extraterrestres também, para incréus, ateus, agnósticos, religiosos de credos vários ou nem por isso, a todos  desde que sejam homens de boa vontade,  os votos de um feliz natal.

 

publicado por julmar às 11:51
link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito
|
Terça-feira, 21 de Dezembro de 2010

Muita cabeça para tanto cabeço - Sr Jarmeleiro

Não é a primeira vez que trago os comentários do sr Jarmeleiro ao rosto do blog. Porque seria pena não ler.

 

Ora atão vamos a ver se sou home pra igendrar aqui umas ideias sobre os cabeços da Vila. E até vou começar por dezer que o rol dos cabeços não é maior nem iguala o das tapadas. É que, muntas tapadas tendo terra lavradia tamém têm uma parte de cabeço mas nunca foi uso, dezer -se, o cabeço da tapada tal e da tal... Por môr disso os cabeços a nomear são poucos mas aquase todos têm uma história pra contar. E pra quem não saiba, inda poderei falar de barroqueiras , cabeços pequenos mas com umas certas condições que raposas e outros animais bravios escolhiam pra terem e criarem os filhos. Destas só vou nomear as das tapadas dos picotes, munto précurada plas raposas e a do cabeço dos Labaços , do agrado dos toirõis e dos taxugos . E era entre os fisgos dos barrocos desta barroqueira , cavados à enxada, que o ti Manel Adríão semeava o centeio pra seu sustento. E que bom pão ele ali colhia. Agora indo aos cabeços: Sendo lugares de pastagens do gado, pricepalmente ovelhas e cabras, nos mais importantes até paresque inda lá estou a ver as piaras de gado, os seus donos e os pastores que as guardavam, e não resisto a nomeá-los tamém . Começo plo Cabeço da Porca e que começa perto do Carvalhal e vem a morrer na aba entre os Galhardos e a Fonte Fria. Tem este por môr de lá ter um barrôco com o feitio de uma porca.
Ali perto temos o cabeço do Vale Carapito , que começa ali pelas Gaiteiras, vai até ao pontão da Pontaguarda chegando perto das Retortas de cima e Areal. Pra quem não saiba, há sítio na ribeira que nele passa chamado de poço Boisão perto do insumidoiro . Quem não conheça, vá lá no Inverno quando a ribeira fôr grande para a ver a insumir-se e voltar a aparecer bastantes metros mais abaixo. E a toada que faz até esremece e mete medo. Esta era a pastagem da piara do ti Miguel e mais tarde do Tonho Valente coixinho ).
Temos tamém o Cabeço da Lapa Longa, que faz atestada com o do Val Carapito e fica a descair sobre a horta e vinha das retortas de cima que pertenceram aos Henriques e mais tarde foram compradas por João Monteiro.
Os Cabeços do Castelo, que eram pastagem do gado do ti Miguel e tamém do ti Zé dos Santos Melisso ), tendo como pastores o Tonho Miguel e o Fernando dos Santos Parrado ). Muntos anos mais tarde tamém foi pastagem do gado do Zé Fonseca (Laranja). Em dada ocasião na banda do Pinguelo , o António Miguel encontrou umas libras de ouro que dizem que renderam uns bons patacos.
Os Cabeços do Vale Castenheiros eram a pastagem da piara de gado do ti Manel Cá Cá. A bem dizer este não era o seu nome mas o apolido que lhe vinha por môr de ser gago. Era um home que não sabia ler, escrever, ou contar. Mas contava as ovelhas à entrada para a córte dezendo os seus nomes - lá vai a russa, já passou a parda, aqui vai a garrocha- e assim quando chegava a última o home sabia se estavam todas ou não. É que por grande que fosse o rebanho todas elas tinham nome e os pastores até as conheciam plo berrar como quem conhece uma pessoa plo falar.
Depois temos o Cabeço do Penicôto , pastagem princepal do gado do ti João Marques, e até parece que inda ali estou a ver especado o filho mais velho de nome Manel que era o pastor lá de casa.
No Cabeço da Pedreira pastoreava o ti Júlio Rasteiro;
Um pouco mais acima no Cabeço dos Labaços , andava o ti Francisco Cerdeira (pai dos Cerdeiras -João e Zé). Do ouro lado, nos Chães de Concelho era o Tonho Rasteiro que inda é vivo.
Nuns cabeços ali prá mogueira era a piara do ti Mergildo guardada plo filho Zé, quando não pla Maria.
Nos cabeços da Fraga era o ti Francisco Nifo, que passava o tempo àpraguejar e a esquemungar as cabras mesmo sem que andassem a fazer mal algum. Era um pintaço que só visto e ouvido. Até os barrocos coravam de vergonha.
O Cabeço do Vale da Lapa é pra mim o cabeço mor. De tamanho tal que dava pra alimentar as piaras do ti Chico Cunha, Do Ti Tonho Rasteiro da Arrifana e do ti Manel Cedeira e mais tarde filho ti Fernando. Aí os pastores passavam uma vida regalada.
Por último o rei dos cabeços. Os Chães da Forca onde podiam andar todas as piaras. Era um cabeço de todos e de ninguém, pois era baldio. Há outros de menos momeada como o Cabeço do Bispo, que por ora não nomeio, pois está-se a cabar a folha do papel no computador.
Uma munto bôa noute pra todos

 

publicado por julmar às 10:43
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Sexta-feira, 17 de Dezembro de 2010

CONVOCATÓRIA - Assembleia Geral

O Presidente da mesa da Assembleia Geral da SANTA CASA DA MISERICÓRDIA DE VILAR MAIOR convoca todos os irmãos para a Assembleia Geral Ordinária a realizar no dia 23 de Dezembro de 2010, pelas 15 horas, nas instalações do Centro de Dia, com a seguinte ordem de trabalhos:

1.    Eleição e tomada de posse dos Corpos Gerentes para o triénio 2011/2013;

2.    Outros assuntos de interesse para a instituição.

( Poderão fazer parte das listas todos os Irmãos que tenham as quotas actualizadas. As listas candidatas deverão ser apresentadas na secretaria do Centro de Dia até às 17 horas do dia 22 de Dezembro de 2010.

Se à hora marcada para a Assembleia Geral, não estiverem presentes a maioria dos irmãos esta iniciar-se-á meia hora mais tarde com os irmãos presentes.)

 

Vilar Maior, 1 de Dezembro de 2010

 

O presidente da Assembleia Geral

…………………………….

(António César Marcos Gata)

publicado por julmar às 22:50
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Quinta-feira, 16 de Dezembro de 2010

As palavras e as coisas - Os Cabeços

(Foto de Carlos Marques)

Já se falou de Tapadas e pela enumeração que Jarmeleiro fez ficámos com o rol completo. Se as tapadas são aráveis e propícias a culturas de sequeiro, nomeadamente o centeio, os cabeços são as zonas de maior altitude onde emergem rochas, algumas delas enormes – os barrocos - e que servem essencialmente ao pastoreio de gado ovino e caprino que tosa o pasto, bracejos, tojos, giestas, silvas, carrapiços vários. Nas penedias e fragas encontram habitação as raposas e os lobos que enchiam as nossas infâncias de medo.

Como por aqui todos os sítios tinham direito a nome não havia cabeço, por modesto que fosse, que não fosse nomeado. Então, continue a listar:

Cabeço da Porca, cabeço do Vale do Carapito …

 

publicado por julmar às 18:00
link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito
|
Quarta-feira, 15 de Dezembro de 2010

Requiescat in pace

Faleceu Conceição Valério (filha do ti Filipe), lugar das Lajes no Cimo da Vila. Ao marido, irmão e restante família apresentamos sentidas condolências.

publicado por julmar às 18:38
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Domingo, 12 de Dezembro de 2010

Ainda a sétima maravilha - O largo das Portas

 

publicado por julmar às 20:50
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|

.Memórias de Vilar Maior, minha terra minha gente

.pesquisar

 

.Julho 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
12
14
15

16
17
19
20
21
22

23
24
25
26
27
29

30
31


.posts recentes

. Contradições - O Riba-Côa...

. Ano 2051 - Senhora do Cas...

. Porque andas tu mal comig...

. Sinalização

. Um sítio para pousar a ca...

. Orca, a terra do senhor F...

. Ó sino da minha aldeia

. Que se passa?

. Demografia - Nonagenários...

. Vida de cão!

.arquivos

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

.links

.participar

. participe, leia, divulgue, opine

.

blogs SAPO

.subscrever feeds