Domingo, 18 de Novembro de 2007

A escola de outros tempos - De Ribacôa

De Ribacôa a 10 de Novembro de 2007 às 02:07
A meu ver, o último parágrafo do texto é lapidar. Traduz a melhor homenagem que se pode prestar à professora Adélia e, bem assim, a todos os professores primários, mormente aos contemporâneos daquela. Não só porque foram eles que nos deram as primeitras luzes das letras e dos núimeros, mas também, atentas as difíceis condições em que o fizeram. Eram outros tempos.
Eram tempos em que no primeiro dia de aulas das nossas vidas eramos levados à escola por um dos nossos progenitores e após apresentados ao professor, era feita esta quase solene recomendação: Ó senhor professor; Quando o rapaz se portar mal, carregue-lhe em cima. E se alguns carregavam.
Eram tempos em que na minha escola não havia misturas, já que o edifício onde hoje é o museu era dividido a meio por um muro. Logo, paredes meias sim. Mas de um lado os rapazes e do outro as raparigas com os respectivos professores.
Eram tempos em que a minha escola era frequentada por vinte? trinta? rapazes e outras tantas raparigas. Por isso,
também eram tempos em que o vocábulo desertificação do interior era desconhecido.
Eram os tempos em que nas paredes da minha escola existiam pendurados um mapa mundi, um mapa do esqueleto humano, um mapa de Portugal Continental com destaque das serras e rios, um quadro com a fotografia do então Presidente do Conselho Dr. Oliveira Salazar, outro com a do Presidente da Repúlblica General Craveiro Lopes e um terceiro com a seguinte trilogia: Deus, Pátria, Família. O curioso é que só duas décadas mais tarde percebi o verdadeiro contexto de tal trilogia, que tinha a ver com o suporte da ideologia política daquele tempo.
AH. E também havia o clássico e hoje tão contestado crucifixo, o qual não incluí no parágrafo anterior dadas as minhas convicções religiosas.
Eram tempos em que também existia uma espécie de auxiliares de educação. Não, não. Não se trata de pessoas mas sim de uma vara de marmeleiro e de uma régua (palmatória). Sim, porque naqueles tempos a minha escola era muito fria e não tinha aquecimento.
Aqueles tempos eram tempos em que os professores ensinavam e os alunos que tinham capacidades para aprender aprendiam, nem que para tanto tivessem que ser zurzidos à réguada ou à variçada.
ENFIM: AQUELES TEMPOS ERAM OUTROS TEMPOS.
publicado por julmar às 17:48
link do post | comentar | favorito
|

.Memórias de Vilar Maior, minha terra minha gente

.pesquisar

 

.Agosto 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
23
24
25
26

27
28
29
30
31


.posts recentes

. Requiescat in pace, Álvar...

. Contradições - O Riba-Côa...

. Ano 2051 - Senhora do Cas...

. Porque andas tu mal comig...

. Sinalização

. Um sítio para pousar a ca...

. Orca, a terra do senhor F...

. Ó sino da minha aldeia

. Que se passa?

. Demografia - Nonagenários...

.arquivos

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

.links

.participar

. participe, leia, divulgue, opine

.

blogs SAPO

.subscrever feeds