Quarta-feira, 27 de Março de 2013

O CESARÃO  CESAREU...  Dr. Leal Freire

É um facto  histórico  que   os nossos  antepassados  fizeram  parte  da  infantaria   cartaginesa, tendo  dado  um importante  contributo  para  as  vitórias  de  Anibal, em   Canas  e no  Lago  Transimeno.
As   crónicas   registam-no.
E, embora   com  as  fantasias  que  lhe  são inerentes, a  poesia   heróica revoca-o.
No final  do  Canto II, da   epopeia   Viriato  Trágico, de  Bras  Garcia  de  Mascarenhas, Lisias   oferece-se    para   cantar   em  analepse  a   história  duma  guerra  entre   Roma  e  Cartago, a segunda guerra púnica, que  teve   início   na  Hispania.
Em  corolório, o  Canto  III, intitulado Antiguidade, depois   de  referir   a  dupla   vitória  lusitana   sobre  os  fenícios  de  Cadiz  e  a  entronização  de   Viriato  como  rei  dos   celtas, apresenta  uma   aliança   entre  Aníbal    e  o  herói  ibérico, chegando  a  fantasiar  a  participação  deste   nas  guerras   púnicas   e  a atribuir aos  lusitanos - e  quanto  a este  ponto  não  há fantasia, mas  sim   a  constatação  duma realidade - a  vitória   de   Canas
Foi a quarta batalha junto a Canas
Pobre aldeia, por ela muito notória
Da qual às nossas armas lusitanas
Se deve a maior parte da vitória
É, na  verdade, facto  indesmentível, a  presença – e  gloriosa – de  lusitanos  nas hostes  de  Cartago
Contrariamente, nem  a  poesia, nem  a  lenda, nem  a  história  fazem   referência  ao  recrutamento  de  lusitanos   para  integrarem  as   legiões   romanas.  Restringidas a cidadãos   da  própria  Roma.
Que  com  eles   terão  preenchido  os  acampamentos    que  deram  origem  às  cidades
de  Lião, em França, e  Leão, na   Espanha
Ou por  terem   assim  suficiente  municiamento ou  por desconfiarem  da  lealdade   dos  povos   colonizados, eram   romanos   tanto  os  militares   como  os  administrativos.
Um destes   terá  sido Cesarão, que  terá  dado  o nome  ao  curso  de  água, que ladeia   as  povoações   de  Aldeia   da  Ponte, Aldeia   da  Ribeira   e   Vilar   Maior, toponímia    como  se  vê   fortemente  por  ele  influenciada.
O  aposto  Cesaréu  pode  ter aparecido   para   contrapor  à  grandeza  do  sufixo ão  uma  ideia  de  pequenez  ... do  rio  ou  do  cargo ... aquele  mero subafluente, este   pouco mais   do  que  decaviro, pois  pequena  seria  a  guarnição  do  seu  comando.
publicado por julmar às 23:34
link do post | comentar | favorito
|

.Memórias de Vilar Maior, minha terra minha gente

.pesquisar

 

.Setembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


.posts recentes

. Citânia de Oppidanea

. Gente da minha terra

. Viagens ao pé da porta - ...

. Eleições à porta

. Requiescat in pace, Álvar...

. Contradições - O Riba-Côa...

. Ano 2051 - Senhora do Cas...

. Porque andas tu mal comig...

. Sinalização

. Um sítio para pousar a ca...

.arquivos

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

.links

.participar

. participe, leia, divulgue, opine

.

blogs SAPO

.subscrever feeds