Terça-feira, 16 de Abril de 2013

Metamorfoses - Os rapazes solteiros

Os rapazes solteiros constituíam um grupo social específico nas comunidades rurais. Terminavam a quarta classe com exame feito na sede do concelho, no Sabugal, onde a duração das provas de exame os obrigava a pernoitar. Quanto a estudos a maior parte ficava por aqui, com sólidas aquisições no domínio do saber ler, escrever e contar acrescido com uma cultura na base da memória no domínio da geografia física (nomes de serras, rios) da geografia humana (distritos e capitais de distrito, produções, Linhas e estações de combóio), capitais dos países da Europa e conhecimentos geográficos extensivos às colónias Ultramarinas. No domínio da História imperava uma concepão patriótica feita de histórias dentro da História, a exaltação dos heróis, a Espanha (que para nós era encarnada na Almedilha onde nos borrávamos de medo dos carabineiros) como rival a quem vencíamos sempre. Algumas noções sobre anatomia e funcionamento do corpo humano. O resto era feito pelo enquadramento da disciplina e dos valores e dos retratos do Salazar e do Carmona pendurados na parede da sala da escola.

Feita a quarta classe os filhos dos lavradores continuavam a fazer o que já faziam, guardar cabras e ovelhas, iniciavam-se na rabiça do arado e na condução do carro das vacas; os filhos dos jornaleiros, tornavam-se jornaleiros e todos passavam a fazer parte do exército que, pela calada da noite, fazia contrabando para Espanha de minério para lá e de outros artigos para cá. Entre a saída da escola e a Inspecção militar mediavam cerca de sete, oito anos. Pelos 14, 15 anos acediam à categoria de "rapazes solteiros"através de um ritual que consistia no "pagamento do vinho" do iniciante, que em festa de confraternização o integravam. Ao toque da concertina, se havia tocador, ou ao toque do realejo, seguia a ronda, pela noite dentro, nas ruas da vila, com vozes aos despique, marcadas por aguguios:

 

Ó Pelourinho da Praça

Esta noite hás-de cair

Nos braços de uma menina

Quando estiver a dormir


E logo a seguir, um outro


Pedrinhas desta calçada

Levantai-vos e dizei

Quem vos passeia de noite

Que eu de dia bem o sei

E o neófito, deixava de ser garoto e passava a ser rapaz. De ora em diante, podia circular de noite pelas ruas da vila, sem ser escorraçado ao pontapé ou à cinturada para casa depois do Toque das Trindades; participará nas rondas, roubará com os demais a lenha e o toco do natal; roubará as flores com que se enfeita o Chafariz na Festa do Senhor dos Aflitos; agora que é o mais novo recém-chegado terá de ser ele a dirigir-se ao rapaz de fora que venha namorar à vila para lhe dizer quetem de pagar o vinho; agora tem que mostrar o que vale e, antes de mais, cada um vale a força que tem, no trabalho, no jogo, a pegar ao guião na Semana Santa. Tem de mostrar o seu valor na voz a cantar, no acerto do improviso na desgarrada, no toque do realejo ou no pé de dançarino. As raparigas solteiras estão atentas a todos os sinais e os rapazes sabem-no.

Secretamente, sabem que de nada vale o que fazem sem o olhar atento de uma mulher. Será o encantamento do namoro. Depois o casamento. Depois os filhos garotos que volverão rapazes solteiros. 

publicado por julmar às 10:19
link do post | comentar | favorito
|
1 comentário:
De Anónimo a 16 de Abril de 2013 às 21:54
Boa sintese, eu não faria melhor. Na Bismula para ser Rapaz, tinha de pagar o vinho \"dois cântaros e um maço de tabaco para cada rapaz,


Comentar post

.Memórias de Vilar Maior, minha terra minha gente

.pesquisar

 

.Setembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
26
27
28
29
30


.posts recentes

. Requiescat in pace, Maria...

. Armário Judaico no Baraça...

. Citânia de Oppidanea

. Gente da minha terra

. Viagens ao pé da porta - ...

. Eleições à porta

. Requiescat in pace, Álvar...

. Contradições - O Riba-Côa...

. Ano 2051 - Senhora do Cas...

. Porque andas tu mal comig...

.arquivos

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

.links

.participar

. participe, leia, divulgue, opine

.

blogs SAPO

.subscrever feeds