Quinta-feira, 16 de Maio de 2013

Uma Cantarada Excepcional e o desnorte da Malta dos Solteiros - Dr Leal Freire

Como já tivemos ensejo de referir, o estranho ao burgo que nele arranje arrange conversada, arrisca-se a pagar a patente, a comer as moras, em linguagem corrente com um certo travo, é certo, a prosa jurídica, atentos os resquícios a incumprimento. Normalmente, pagar é um acto doloroso, não sendo por mero diletantismo que á conta se  dá  mesmo o nome de DOLOROSA.

Mas aqui há quem goste de pagar.

Porque o amor é a sério e a conversada merece.

Ou porque o fasto acrescenta um ponto a estes dom juans de  rabona a quem o epíteto de conquistador provoca cócegas no céu da boca.

Depois o alguacil da Confraria dos Solteiros que  o increpou tinha lábia  para convencer o mais  céptico.

A rapariga era simultaneamente rosa da Alexandria e lírio de Jerusalém, exemplar pela beleza do rosto e a elegância do conspecto. Pura como as onze mil virgens e exornada de todas as qualidades que definem uma mulher. E quanto a bens do mundo, quem a levasse iria bem servida. Do avô constava que achara um pote de santanarias...corruptela a tender para o religioso de centenárias. Isto é de moedas cunhadas para assinalar um importante acontecimento. E o pai fora moleiro e lagareiro, daqueles que juntamente com os escrivões dão o mote   para  nove  ladrões....

Para reforçar o mote, evocava o Deus te  salve  cantadeira//Deus  te  cubra   de  benção

Lembrando a estrofe:

Tão linda qual Policenas

Sabia como a rainha de Sabá

Paciente como Jó

Humilde tal o Isá

Tudo quanto  é virtude

Naquela  mulher  é  que  há  

Enfim, com paciência e geito, o candidato  lá se esportulava. Pouco,  que  os teres   não  davam  para  grande  coisa. Mas de anos a anos, lá  caía  na rede  peixe  do mais  grosso. Então, dava para  tudo:

Para contratar os  grandes  acordeonistas  de  perto  e  longe - O  Chico Serra, dos Forcalhos; O  Zé Nobre, de  Alfaiates; O  Raul, da Bismula; O Giestas, de Quarta- Feira; O Landeiro , das Aranhas; Até o Manuel Augusto, do Salgueiro do Campo - o  mago  da   Orquestra Típica Albicastrense, onde  competira  com  a  grande   Eugénia Lima.

E, para, regressando às coisas do corpo, adquirir carrolas  de  trigo, pipas  de  vinho  e  meio  fato  de  cabritos, cabras  e  bodes.

Estas grandes caçadas são raras, não havendo nem  sequer  uma  em  cada  decada

E chegam mesmo a ser perigosas, muito perigosas  até, pelo excesso de  ramboia que  criam.

Com efeito, podem  gerar  um  ambiente   de  prolongada  histeria em  que  os vapores   do  alcóol pesando  continuadamente levem   a  confrontos, por vezes  trágicos.

Foi o que  aconteceu na vizinha  povoação de  Aldeia da Ponte, vai, não  tarda  para  um  século.

Um rico e generoso lavrador do  Jarmelo  enamorara-se   de  uma   formosa   e  abastada  senhora  daquela  freguesia   com  a  qual  veio  efectivamente   a  constituir   família.

Esportulando-se, deixou na Confraria dos Solteiros verba cabonde para algumas semanas  de  grande  pandega

O quarto copo e vinho  pode  despertar  o  maligno e  dá  para  a loucura.

Deixa-o beber à  vontade  e  verás  de  quem  ele  é  filho.

Surgiram  provocações  à   autoridade.

Esta, possivelmente em excesso de legítima defesa, abriu fogo sobre os moços mais destemidos, matando   dois.

O caso  deu  mote  para  cantigas  de cego  e sanfona.

Há em Aldeia da Ponte

Um talho de carne humana

O grande carniceiro

É a Guarda  Republicana

 

publicado por julmar às 17:41
link do post | comentar | favorito
|

.Memórias de Vilar Maior, minha terra minha gente

.pesquisar

 

.Setembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
26
27
28
29
30


.posts recentes

. Requiescat in pace, Maria...

. Armário Judaico no Baraça...

. Citânia de Oppidanea

. Gente da minha terra

. Viagens ao pé da porta - ...

. Eleições à porta

. Requiescat in pace, Álvar...

. Contradições - O Riba-Côa...

. Ano 2051 - Senhora do Cas...

. Porque andas tu mal comig...

.arquivos

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

.links

.participar

. participe, leia, divulgue, opine

.

blogs SAPO

.subscrever feeds