Domingo, 13 de Julho de 2008

Os cavadores -João Martins

a propósito do post de Lian:

 

As botas sujas de terra

E cavavam 

Cavavam, cavavam...

Tchão... tchão; tchão... tchão; tchão... tchão;

Cavava cada um sua valada,

Cada um a sua linha da vida,

cada um o seu fado,

Entre as cepas das videiras

Cavavam, cavavam...

Tchão... tchão; tchão... tchão; tchão... tchão;

Dez homens cavavam

a vinha.

Eram dez homens

Na vinha 

E uma mulher

E as enxadas subiam e desciam

A passo certo e ritmado.

Tchão... tchão; tchão... tchão; tchão... tchão;

O telhado da primeira casa da aldeia

Espreitava a seguir às alminhas

E nem uma aragem nas ramadas,

Nem um pássaro,

Naqueles campos em redor...

Os dez homens e a mulher cavavam

A vinha.

Eles cavavam... cavavam...

Tchão... tchão; tchão... tchão; tchão... tchão;

Pois cavavam... 

Mas de guitarra

Nas mãos! 

O telhado da primeira casa da aldeia

Espreitava a seguir às alminhas

E naqueles campos em redor...

Tchão... tchão; tchão... tchão; tchão... tchão; 

Só o tanger pungente

Das guitarras 

Disse guitarras?

Cabeça tonta!...

Enxadas!...

Enxadas!

 

 

 

publicado por julmar às 20:55
link do post | comentar | favorito
|
1 comentário:
De Ribacôa a 18 de Julho de 2008 às 00:30
Porque o tempo está convidativo e dada a reduzida actividade reinante ultimamente aqui pelo blog, é de presumir que a maioria do pessoal fechou a loja para o gozo de merecidas férias. Nem Vilar, nem Pepina , Nem Canivete, Nem "O Vila"...!!! Férias, parece-me ser palavra vã para os cavadores a quem João Martins incumbiu de cavarem a vinha, nos termos que (bem) descreveu no seu poema. A vida não está fácil para eles, bem como para os seus parentes lavradores. Já cavaram a vinha , já a esborralharam, já ceifaram o pão, o qual não tarda hão-de malhar ( pois lá diz o ditado que quem malha em Agosto malha com desgosto), a seguir arrancarão as batatas, tudo antes que chegue a festa do Senhor dos Aflitos. Aí, sim; Haverá lugar a um merecido descanso de três ou quatro dias, bem comidos, bem bebidos, bem divertidos e bem retemperados de fé, porque nesta altura a alma também conta e conta muito. Contudo, isto não passa de uma pequena pausa, não vá o corpo ganhar maus vícios. É que, o nabal já está a pedir semeaduara, as vindimas estão à porta e logo a seguir há que semear o pão. Enfim... É um autêntico senfim à vista. Ao menos se em vêz de umas enxadas uns arados, uns burros ou umas vacas escanzeladas possuissem uns bons tractores para irem à cidade fazer umas manifestações..! Ah duros tempos !!! Ah tempos cruéis!!!


Comentar post

.Memórias de Vilar Maior, minha terra minha gente

.pesquisar

 

.Dezembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


.posts recentes

. Lendas de Portugal

. Requiescat in Pace, Ana D...

. Requiescat in pace, Maria...

. Armário Judaico no Baraça...

. Citânia de Oppidanea

. Gente da minha terra

. Viagens ao pé da porta - ...

. Eleições à porta

. Requiescat in pace, Álvar...

. Contradições - O Riba-Côa...

.arquivos

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

.links

.participar

. participe, leia, divulgue, opine

.

blogs SAPO

.subscrever feeds