Terça-feira, 26 de Agosto de 2008

SAUDAÇÃO-CONVITE

  Têm sido muitos os conterrâneos, nos poucos dias passados na aldeia, que me têm incentivado a continuar com este blog e me contam do gosto em espreitar o que por aqui se mostra e diz. Trata-se, de facto, de um meio extraordinário de comunicação: Esteja em que parte do mundo estiver, a qualquer instante podemos comunicar uns com os outros. Há vilarmaiorenses por todos os cantos do planeta. Convido-os a todos a participarem com notícias, opiniões, fotografias e fazerem deste blog o blog de todos nós. Há muito que dizem não saber como participar. É fácil: basta clicar em responder a comentário, escrever na caixa que se abriu e enviar- tudo à distância de um clic. Se quiser publicar fotografias terá que enviar para julmarjsm@hotmail.com

Para todos os que por aqui passam votos de felicidade e um abraço.

publicado por julmar às 11:52
link do post | comentar | favorito
|
5 comentários:
De Anónimo a 26 de Agosto de 2008 às 22:22
é um gosto passar por aqui e ter notíias da minha aldeia.
forte abraço
paula


De Carlos Marques a 29 de Agosto de 2008 às 12:24
-TRILHOS DE VILAR MAIOR -
Dando sequência à iniciativa levada a cabo com sucesso no ano transacto, entendeu o grupo de amigos dos trilhos de Vilar Maior (eu os baptizo...), programar e efectivar nova jornada de trabalho e salutar convívio, agora em moldes um pouco diferentes, a ter lugar no dia 17 de Agosto em curso. Do programa constava a limpeza do troço do caminho compreendido entre a Fonte Velha e Arrifana, tarefa que seria efectuada por dois grupos: o da Vila, até ao ribeiro do Vale da Lapa: o de Arrifana, entre esta localidade e o referido ribeiro. Mais se previa que, findos os trabalhos, houvesse lugar a uma valente churrascada. E assim foi. Na data aprazada, manhã bem cedo, juntaram-se os trilheiros na praça e daí partiram munidos das ferramentas apropriadas (convencionais e modernas), não faltando, como meios de apoio, dois tractores e um burro com a respectiva carroça, este com a finalidade específica de transportar os géneros alimentícios e os apetrechos de cozinha (grelhas). Iniciada a faina e uma vez chegados ao pontão do Pinguelo , surgiu o primeiro obstáculo mais sério, devido à grande quantidade de mato a desbravar. Porém, o pior estava para vir mais à frente junto à tapada da Limpa e no caminho da Correia, onde a coisa fiava mais fino; Giestas enormes ( ah se os fornos ainda cozessem), um emaranhado de silveiras, bracejos, fieitos e pasto, reboleiros e carvalhos por todo o lado... Face a tal cenário, o desânimo e o cansaço começavam a dar os primeiros sinais, principalmente nos seniores. No entanto, assim que estes punham os olhos nos dois veteranos que ali seguiam implacáveis transbordando vigor e ânimo por todos os poros, lá conseguiam fazer das fraquezas forças para continuar. Ah...! Os dois veteranos são os do costume nestas lides; O ti Zé da Cruz e o ti Fernando Cerdeira que devem andar pelos oitenta e tal anos. Da têmpera destes já não se fabricam mais, mem mesmo de encomenda. Valeu-nos que o dia estava fresco e, se calhar, foi esta razão pela qual, uma vez chegados ao ponto de encontro com o grupo vindo de Arrifana, constatámos que somente dois mais corajosos se tinham afoitado. Ora, todos nós sabemos que os lagartos apreciam, sobremaneira, os dias mais quentes e as horas de maior calor, o que poderá explicar tão reduzido número de participantes. De todo o modo, valeu a intenção e, no fundo, a Arrifana até estava ali bem representada pelo sr. Manuel Monteiro e pelo João Rasteiro. Finalmente, cumprida que estava a parte mais penosa do programa, segui-se farto e variado churrasco, optimamente confeccionado (parabéns às cozinheiras) e melhor regado com tinto ou branco conforme as preferências, não tendo faltado os saborosos melões à sobremesa. O cheiro era tão intenso e apelativo que até a chuva se quis associar com uns suaves pingos, como que a abençoar o evento. E foi no caminho de regresso que todos se deram conta da verdadeira dimensão do trabalho realizado. Penso que qualquer tractor ali poderá circular sem dificuldades. Aos amantes dos passeios matinais sugiro-lhes que façam o percurso, mais lhes lembrando que motivos de interesse paisagístico e histórico para ver ou rever não faltam, nomeadamente: A Fonte Velha, as ruinas do moinho junto ao pontão do Pinguelo, o pombal, um lagar (ou um pio?) escavado na rocha na tapada da Limpa, as sepulturas tambem escavadas na rocha na Correia e, caso lhes restem algumas forças, podem subir a encosta sul do Vale da Lapa, ali para as bandas do Vale de Castanheiros e admirar o Barroco da Janelinha, bem como a vasta, bela, agreste e típica paisagem da região. Sendo prevísivel e natural que no fim do percuso sintam algum cansaço e desconforto, poderão recuperar forças à sombra de frondosos freixos no local onde decorreu o repasto, envolvidos num silêncio impressionante, só ocasionalmente entrecortado pelo fugaz esvoaçar de alguma ave e pelo agradável e peculiar murmúrio de um fio de água que se escapa entre os fisgos das rochas rumo às veigas das Retortas. Deus queira que no próximo Agosto se acrescente mais um trilho aos já existentes e que todos ( se possível até mais alguns), possamos estar presentes. Será bom sinal.
C M


De "O Vila" a 29 de Agosto de 2008 às 22:01
Um texto que nos trás à lembrança a maneira de escrever do nosso patrício Aquilino Ribeiro e o modo como ele descrevia "as terras do demo".
Uma nota para a ausência do fotógrafo que, como será fácil de constatar, estará a gozar férias, algures. Dirão "os trilheiros " que não ir alguém para lá estorvar já foi uma grande ajuda, mas convenhamos que não ficaria mal uma fotografia que mostrasse aos demais a face daqueles que não se limitam a apontar só por palavras as necessidades e passam, isso sim, das palavras aos actos.
Claro que muitos estão impedidos de o fazer ou porque estão a trabalhar ou porque "valores mais altos se alevantam ". Esperemos que daqui a um ano não decresça o número de trilheiros mas pelo contrário, cresça esse grupo, contando com alguém mais que, eventualmente entre na situação de aposentado.
Já agora lembro um pequeno projecto que há uns tempos foi tema de conversa neste blog e tinha a ver com pequenos trabalhos no pontão do portosabugal ; muito provavelmente será obra adiada para o próximo ano!!!!.
Um abraço para todos e principalmente, para os trilheiros da VILA.


De Carlos Marques a 29 de Agosto de 2008 às 23:35
É claro que as palavras serão devidamente ilustradas com alguns retratos, não vão os leitores que não viveram a aventura, duvidar da veracidade dos factos relatados. A seu tempo, o Director do blog fará o favor de as dar à estampa. Não fossem as limitações técnicas que também nesta área perduram em Vilar Maior e estou em crer que já o teria feito.
C M


De Carlos Marques a 30 de Agosto de 2008 às 13:13
ERRATA: Na quinta linha onde se lê:
«a ter lugar no dia 17 de Agosto em curso.»
Deve ler-se:
«a ter lugar no dia 16 de Agosto em curso.»
C M


Comentar post

.Memórias de Vilar Maior, minha terra minha gente

.pesquisar

 

.Setembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
26
27
28
29
30


.posts recentes

. Requiescat in pace, Maria...

. Armário Judaico no Baraça...

. Citânia de Oppidanea

. Gente da minha terra

. Viagens ao pé da porta - ...

. Eleições à porta

. Requiescat in pace, Álvar...

. Contradições - O Riba-Côa...

. Ano 2051 - Senhora do Cas...

. Porque andas tu mal comig...

.arquivos

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

.links

.participar

. participe, leia, divulgue, opine

.

blogs SAPO

.subscrever feeds