Quarta-feira, 21 de Maio de 2014

O loureiro - Hortêncio da Silva

In Cantinho das aromáticas- http://www.cantinhodasaromaticas.pt/loja/plantas-em-vaso-bio/loureiro-laurus-nobilis-3/

Propriedades :

Medicinal: digestiva, tratamento de bronquites, gripes e constipações. Possui propriedades anticancerígenas, antissépticas, adstringente, carminativa, diurética, emética (induz o vómito), tonifica o estômago, estimula o apetite e a secreção de sucos digestivos. Quando consumida em doses elevadas apresenta propriedades narcóticas e é emenagogo (favorece a menstruação). O óleo do fruto é usado externamente para tratar entorses e hematomas; e o óleo as flohas tem propriedades narcótica, fungícida e antibacterial.

Condimentar: aromatizar diversas sopas, doces e pratos de carne. De aroma doce e balsâmico, ressaltam as notas a noz-moscada, a cânfora e uma adstringência refrescante. O louro é o ingrediente que nunca falta na cozinha portuguesa, sendo perfeito para caldos, guisados, todos os tipos de carne e também arroz. Combine com manjerona, salva, segurelha e tomilho.

Outros: O óleo essencial do fruto é utilizado nos sabões.

Contra-indicações/ Efeitos secundários /Observações:

Contra-indicações: abortiva – antigamente, era utilizada para promover o aborto.

Cuidados: a não ser em cuidados veterinários, as folhas e os frutos não devem ser ingeridas.

 

O loureiro que cura mazelas e condimenta a nossa comida, entrou no folclore do povo. 

Registado em sexta feira da Semana Santa de 2006. Enquanto o povo andava os Passos, a ti Olinda despejava um rosário de versos, como estes

 

Loureiro, verde loureiro

 

Loureiro,  verde loureiro

Loureiro assim ,assim

Enganaste a menina

Casa com ela, ó Joaquim

 

Casar com ela não caso

Porque ela não me faz conta

Loureiro, verde loureiro

Seco no meio, verde na ponta

 

Eu hei-de subir ao loureiro

Corrê-lo de folha em folha

Para que saibas amor

Que eu tenho muitos à escolha

 

Eu hei-de subir ao loureiro

Corrê-lo de nó em nó

Para que saibas meu amor

Que te tenho a ti só

 

Ó loureiro, ó loureiro

Loureiro da baga preta

Na vida dos namorados

Sempre há-de haver quem se meta

 

Eu não tenho coração

Nem partido, nem inteiro

Que o dei ao meu amor

Na sopinha de Loureiro

 

O loureiro é pau verde

Dá-se pelos quintais

Abalou-me o meu amor

Cada vez me alembra mais

publicado por julmar às 19:33
link do post | comentar | favorito
|

.Memórias de Vilar Maior, minha terra minha gente

.pesquisar

 

.Setembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
26
27
28
29
30


.posts recentes

. Requiescat in pace, Maria...

. Armário Judaico no Baraça...

. Citânia de Oppidanea

. Gente da minha terra

. Viagens ao pé da porta - ...

. Eleições à porta

. Requiescat in pace, Álvar...

. Contradições - O Riba-Côa...

. Ano 2051 - Senhora do Cas...

. Porque andas tu mal comig...

.arquivos

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

.links

.participar

. participe, leia, divulgue, opine

.

blogs SAPO

.subscrever feeds