Sexta-feira, 9 de Outubro de 2009

Pequenas Obras Públicas

Em tempos li um belo livro  O Deus das Pequenas Coisas , de Arundhati Roy que nos narra a história de três gerações no sul da ìndia de uma família que se espalha por todo o mundo e que se reencontra na sua terra natal. Muitas pequenas histórias que fazem uma história maior. Sempre as coisas grandes são feitas de pequenas coisas. A maior parte das coisas que na vila estão mal são apenas pequenas coisas (desarrumadas, sujas, mal deitas, fora de sítio...).

Vem isto a propósito da pequena obra da fotografia: embeleza a entrada da vila - uma boa ideia, uma boa obra.

publicado por julmar às 08:47
link | comentar | favorito
30 comentários:
De V.M. a 9 de Outubro de 2009 às 14:56
Concordo parcialmente com a afirmação. Sem sombra de dúvida que o local não é onde o sempre vimos, mas sem sombra de dúvida que também é um belo local "as portas de entrada da Vila". Do mal o menos.


De Manuel Maria a 9 de Outubro de 2009 às 15:00
Assim, com este acesso, já parece outra coisa! Uns bancos em pedra ajudavam, digo eu...


De O Regedor a 9 de Outubro de 2009 às 15:03
A Cesar o que e de Cesar.... e o chafariz pertence a praca..
Cumprimentos a todos.



De Tiz a 9 de Outubro de 2009 às 17:41
concordo plenamente contigo "O Regedor ".


De Vila a 12 de Outubro de 2009 às 00:29
parece-me que se repete a tal dica popular: "depois de burro morto cevada ao rabo"....já era necessário mexer em muita estrutura para voltar atrás; além de que "os senhores enginheiros" não deixavam....pobre do zé povinho a quem não perguntaram opinião alguma. Claro que "estão lá" os representantes do povo!!...


De Anonimo a 12 de Outubro de 2009 às 04:02
Pois e
Os senhores engenheiros e que são os que mandam, mas os representantes do povo também devem ter palavra . Estamos num pais democrata ,e se os representantes do povo não se fazem ouvir, entao qualquer coisa esta errada ou não sabemos de tudo o que se passa nessas reunioes de obras


De PE DESCALÇO a 13 de Outubro de 2009 às 11:24
EZATAMENTE!!!!!!!!!!!!
Essas reunioes nao sao para todos aaaaaaaa so para os de casa nao acham?????????*


De O esmiuçador a 17 de Outubro de 2009 às 17:57
Perguntar perguntaram só que o povo (o que é o povo?) não respondeu.


De Anonimo a 12 de Outubro de 2009 às 02:31
Apoiado
devolvam o chafariz a praça .Sera que não haverá em Vilar Maior quem mostre aos autarcas do Sabugal que o Chafariz tem de voltar para a praça por pedido dos conterrâneos ? haja uma boa alma que saiba escrever uma carta(porque infelizmente eu nao sei ) para recolher assinaturas para reclamar a câmara para mandar por o chafariz onde eles o mandram retirar sem consentimento da maioria dos conterraneos.Se houvesse meia duzia de homens na Vila dos que ajudaram a construi-lo,e que tanta pedra moveram para enterrar os tubos desde o poceirao ate a vila , dias e meses a trabalhar sem receber um tostao para o beneficio do povo ,o chafariz nunca tinha mudado de residencia.nem que tivessem que usar os estadulhos do carro das vacas para impedir alguem de lhe tocar.
Por isso eu digo que o chafariz tem de voltar para a praca por respeito ,e em honra dos falecidos que o contruiram e trouxeram a agua para la .Se possivel descobrir todos os nomes dos vivos e falecidos que contribuiram para esta obra colocar uma placa no chafariz com todos esses nomes.
Boa Noite


De O regedor a 9 de Outubro de 2009 às 15:10
So uma pergunta:

Mas pelo menos pode-se beber um gorchito d'agua se por la passarmos ou ta la so para enfeitar??????




De Manuel Maria a 9 de Outubro de 2009 às 17:12
Preferia que deitasse vinho...


De O Regedor a 9 de Outubro de 2009 às 15:53
.... e nao teria sido melhor aproveitado o dinheiro se tivessem dado um jeitito na igreja da Senhora do Castelo ... afinal o chafariz estava de pedra e cal na praca e a bendita igreja um dia destes nem uma pedra tera....


De Anónimo a 9 de Outubro de 2009 às 20:33
Pelos vistos o Regedor tem andado muito afastado da realidade do que se tem passado em Vilar Maior.
O chafariz no local onde se encontrava foi derrubado parcialmente por 3 vezes nos últimos 6 anos que lá permaneceu o qual foi foi bastante danificado . Esperemos que neste local o deixem permanecer sem mais abalroamentos . Parece que não seria um local assim tão bom, agora que já não desempenhava a nobre função que outrora desempenhou. E já agora ,continua com duas torneiras para quem precisar de matar a sede.


De O Regedor a 9 de Outubro de 2009 às 22:16
E porque nao mudar tanbem o castelo para as Eiras
"agora que já não desempenha a nobre função que outrora desempenhou" e que alias ano apos anos tem vindo a ser vandalizado??


De Tília a 10 de Outubro de 2009 às 11:32
O castelo, o pelourinho, as próprias igrejas em ruínas, não cumpriram também já elas a nobre função para que foram construídas.?..não me parece correcta a maneira de ver as coisas sob esse prisma.
Agora, comentando o que hoje nos é presente, creio que 'de mal o menos ' - assim com este pequeno jeito já não parece um traste que foi deitado para o lixo (não sendo evidentemente este um local de lixo -é o local onde está a minha querida sala da instrução primária onde me preparei para a 4ª classe).


De Curioso a 12 de Outubro de 2009 às 03:22
Quem pagou por esta obra ?? (Escadas para o Chafariz )
Sera que foram os autarcas do Sabugal ? Responsáveis pela transferência do Chafariz?
Pois se com isto estão a tentar convencer os Vilarmaiorenses para se calarem , não vão alcançar o objectivo, e se querem apaziguar a brutalidade que fizeram , pois paguem para mudar o chafariz para a praça . Tambem as mesmas pessoas são responsáveis pela retirada do pequeno parque infantil que circundava metade do chafariz. Neste caso foi pior , o parque infantil desapareceu e não apareceu em lado nenhum, a não ser que o tivessem transferido para a Arrifana? Não Estou a reclamar a retirada do parque infantil aos nossos conterrâneos Lagartos , mas sim Gostaria de ter uma explicação para este caso. Creio que as crianças da Vila também merecem ter um parque, e segundo, o que ouvi não se pode ter um parque sem ter seguro? Será que o da Arrifana Tem Seguro?
Fico a espera de respostas
Ja agora mais umas perguntas ao anónimo que diz que o chafariz foi abalroado 3 vezes , nos últimos seis anos que lá permaneceu:
Sera que alguém pagou pelos danos causados no Chafariz e pela reparação ? Pois numa terra tão pequena quase de certeza se soube quem foi que embateu acidentalmente no chafariz .
Depois de terem abalroado o chafariz pela primeira vez , alguém fez alguma obra , por exemplo por uns postes de protecção a volta do mesmo para que as viaturas não se pudessem aproximar e danifica-lo outra vez?
Fico a espera de respostas
Boa noite


De João que chora a 12 de Outubro de 2009 às 21:43
Senhor curioso
Isto são apenas pequenas obras públicas que como tal não precisam de ser postas a concurso mas se fazem por adjudicação directa. Dificilmente saberá quem adjudicou e por quanto adjudicou e quem pagou. Por acaso, sabe quanto custaram as obras do parque dejogos e balneários? Sabe de onde veio o dinheiro? Também é uma obra pequena um pouco mais vultuosa. Quem souber que o diga.


De O esmiuçador a 17 de Outubro de 2009 às 18:00
Claro que ningém responde:
Quanto custou?
Quem adjudicou?
Como adjudicou?
Quem pagou?


De O ALDIÃO a 9 de Outubro de 2009 às 17:47
Não teria sido melhor tirarem a divisória que existe entre as escolas e aí colocarem o chafariz ?
[Error: Irreparable invalid markup ('<br [...] <a>') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

Não teria sido melhor tirarem a divisória que existe entre as escolas e aí colocarem o chafariz ? <BR class=incorrect name="incorrect" <a>Tambem</A> haver o aproveitamento das escolas e fazer um parque infantil com protecção nos muros existentes e as salas serem aproveitadas para a criançada e adultos ? INVERNO ESTÁ AÍ


De beirão manhana/canivete a 10 de Outubro de 2009 às 01:55
Triste povo aquele que não honra o passado, não tem ou não quer ter memória e só se alegra com as modernas alarvidades arquitectónicas, como a retirada do chafariz e o esventramento da praça da Vilar Maior que ficou uma grotesca caricatura daquilo que foi. Até me interrogo onde foram parar os belos pináculos que existiam nas extremidades ?
O dinheiro mal gasto bem falta fazia na conservação do castelo, da ponte ou da infeliz igreja junto ao cemitério.
Na ponte, ao menos, bem podiam retirar o monstruoso talude de terra que foi posto a seu lado. Mas para isso já não há dinheiro...Só para alarvidades.


De anónimo a 10 de Outubro de 2009 às 10:21
Mais uma vez o exemplo de uma fotografia tirada em VILAR MAIOR que tem a presença de um mamarracho ,( atrás do chafariz ) pois será que vamos continuar com essas obras ?


De anonimo a 12 de Outubro de 2009 às 03:49
Apoiado Beirao manhana /canivete
Ja agora só para lhe dizer que os pináculos das extremidades da praça foram assassinados na remodelação da praça e que as pedras de forma quadrada que os suportavam estão agora enterradas em qualquer parte nas paredes de suporte da praça , onde ninguém as pode ver e os pináculos estão também parcialmente enterrados junto do pelourinho. a servir de postes de protecção ao portão do curral da ti Amélia (Assim automóveis e outras viaturas não vão danificar os portões
Se Por acaso quiser ver onde estão , aconselho que vá durante o dia , porque a iluminação junto do pelourinho e na praça esta um pouco defeituosa , ate ao momento as luzes do pelourinho só servem para alguma criança ou idoso um dia destes cair dentro do buraco que se encontra no chão a espera das luzes . E só para sua informação todas estas obras são responsabilidade dos engenheiros do Sabugal , em Vilar Maior ninguém manda nem aprova nada, Somos apenas os seus simples servidores!!!


De beirão manhana/canivete a 12 de Outubro de 2009 às 15:48
Obrigado Anónimo, pelo apoio e pelas informações. Até dói o coração entrar em Vilar Maior e olhar para a Praça.
Uma vez, veio um colega meu, Italiano, a Portugal e seguindo de Lisboa para Sintra passou por alguns bairros e povoações em que é confrangedor olhar para o manifesto desordenamento habitacional, com edifícios mais do que feios.
Vendo o ar compungido do Italiano, outro colega meu, português, à laia de desculpa e justificação disse que, enfim aquilo era o resultado de alguma corrupção a nível autárquico. O italiano, admirado, então respondeu: Não, não, corrupção temos lá nós em Itália, isto é pura e simplesmente mau gosto ! Ora, exactamente, a actual Praça de Vilar Maior é o produto acabado do mais refinado mau gosto. Se a fealdade cegasse escusavam de andar a colocar iluminação na Praça e ao pé do Pelourinho...! Não ficava ninguém que pudesse continuar a ver o que lá fizeram, o que, se calhar, até era uma bênção para a alma e um descanso para o coração.


De RPT a 12 de Outubro de 2009 às 16:42
Apoiado Canivete
Sei exactamente o que esta a sentir.Tambem e isso que eu sinto, O que essas pessoas de mau gosto ou por desprezo fizeram em Vilar Maior deveria ser punido , e a Punição seria a retirada dessas pessoas dos seus cargos e retirada dos seus diplomas e licenças profissionais, pois arquitectos e engenheiros com essa qualidade ,deveriam de ter vergonha de se auto titularem com esses nomes, pois desonram e envergonham os colegas profissionais do mesmo ramo


De beirão manhana/canivete a 12 de Outubro de 2009 às 17:00
Totamente apoiado RPT !


De beirão manhana/canivete a 12 de Outubro de 2009 às 18:18
Só para corrigir a "gralha": Totalmente apoiado RPT !


De O Pe Descaço a 12 de Outubro de 2009 às 23:14
Parabéns pela FROTALIDADE realmente o BOM gosto impera en VILAR MAIOR e a limpeza das ruas????????
boa noite para todos os VILARMAIORENSES


De anonimo a 16 de Outubro de 2009 às 13:52
Coloquem também o Pelourinho e o Castelo à Entrada da Vila.

Quando este "Castelinho" estava na Praça, as pessoas ainda o iam contemplando, as crianças ainda lá brincavam (como eu brinquei), agora onde está, é só mesmo para ver de passagem, e pensar quem teria sido o GRANDE BURRO que pensou nisto!


De O AGRICULTOR a 16 de Outubro de 2009 às 21:45
O GRANDE BURRO foi aquele que tem medo de morrer á sede , bebe na ribeira no pio e agora nas escolas , para onde será a caminhada ? SABUGAL ? ......


De Anónimo a 16 de Outubro de 2009 às 22:23
Sabugal não. Bis Mula. antes do Sabugal está a Bismula. Mula, Burro.
Como é que é possivel iniciar esta tematica, invocando "Um grande livro" !!!

Só mesmo de alguém, que só pode ser amigo do responsavel por esta grande obra.

Ao responsavel do Blog, veja se coloca as amizades de lado, para comentar o que quer que seja da terra que diz que ama, de uma forma imparcial.

Cultura tem, mas coragem para enfrentar os amigos, jà toda a gente viu que não tem.

Espero a resposta e em verso, ó poeta!




Comentar post

.Memórias de Vilar Maior, minha terra minha gente

.pesquisar

 

.Abril 2021

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


.posts recentes

. Feliz Páscoa - Mandar rez...

. Igreja da Senhora do Cast...

. Gente da minha terra

. Manto Branco

. Projeto "Tornar Vilar Mai...

. Quando a festa virou trag...

. A Vila e suas gentes

. Requiescat in pace, Elvir...

. Requiescat in pace, Maria...

. Tornar a Vila numa aldeia...

.arquivos

. Abril 2021

. Março 2021

. Fevereiro 2021

. Janeiro 2021

. Dezembro 2020

. Novembro 2020

. Outubro 2020

. Setembro 2020

. Agosto 2020

. Julho 2020

. Junho 2020

. Maio 2020

. Abril 2020

. Março 2020

. Fevereiro 2020

. Janeiro 2020

. Dezembro 2019

. Novembro 2019

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

.links

.participar

. participe, leia, divulgue, opine

blogs SAPO

.subscrever feeds