Domingo, 16 de Março de 2008

Memórias de infância

Que terá esta rocha (barroco, se diz por cá) diferente de tantas outras?

 

Vilar responde de forma completa:

O "barroco" é diferente de tantos outros mas é igual a outros tantos. explicando melhor; É diferente de todos os que não teem feitio de rampa e é igual todos quantos tem essa característica. A diferença está no facto deste se encontrar ali bem juntinho ao arco, a dois passos da antiga escola (hoje museu). Ora, como naqueles tempos havia muitos garotos mas não existiam os modernos escorregas, chegada a hora do recreio a garotada dando asas à sua imaginação, toca de escorregar no barroco, de todas as naneiras e feitios. De costas, de rabo, de bruços... Depois, acontecia o previsível. As já de si estafadas e cossadas roupas é que pagavam. Era mais um remendo que "tinha de ser deitado" - termo usado para pôr um remendo) e não poucas vezes mais um par de lostras que se ganhava, já que o dinheiro não abundava e o tempo era precioso.
publicado por julmar às 19:53
link | comentar | ver comentários (9) | favorito
Sábado, 15 de Março de 2008

Casas antigas

Esta é a casa de que falava no post anterior. Há cinquenta era a mesma, sem a chaparia que reveste a porta e sem as silvas que aos poucos taparão a entrada principal. De resto conserva-se inalterda como a pedra de que é feita. O beiral com a fileira de pedras mantém as telhas no sítio. Para tal conservação conta o facto de se tratar de parede seca (sem barro ou qualquer outra argamassa). Aí está uma boa casa para ser bem restaurada, e com um avistamento extraordinário.

 

 

publicado por julmar às 21:27
link | comentar | ver comentários (12) | favorito
Sexta-feira, 14 de Março de 2008

Detalhes

Por vezes, é nos detalhes que encontramos o importante. Por vezes, é nas coisas humildes que encontramos a grandeza. Por vezes! Ah! por vezes é na salada de meruges comida há cinquenta anos na casa ao lado da Ana Serrana, com um garfo de ferro, acompanhada de um naco de pão centeio escuro e duro. Há tanto tempo, e como me lembro das pessoas, dos sabores, das cores ...

Era dos detalhes que queria falar: Dos musgos que revestem estas paredes, do buraco ao fundo da porta para entrar o gato que havia de dar conta dos ratos. Um revestimento com folha de flandres protege a madeira.

Mas o que me levou a publicar a fotografia foi a descarga. A fragilidade da pedra que assenta nos umbrais ou ombreiras (como se chama?)da porta levou o construtor a fazer um triângulo que evita que o peso recaia no vão da pedra para o desviar para os lados. Bem visto!

No beiral ainda se vêm pedras que evitam que o vento forte as leve.

Quanta sabedoria na rusticidade e simplicidade. E beleza também!

publicado por julmar às 21:19
link | comentar | ver comentários (3) | favorito
Sábado, 8 de Março de 2008

Vilar Maior em Lisboa

publicado por julmar às 19:52
link | comentar | ver comentários (9) | favorito

Galuchos!!!

Bem se vâ que são galuchos, diria António Lucrécio!
E eu também não me estrevo a palpites muito diferentes. O que me parece mais certo é que para além do que todos acertam- António Lucrécio Soares e Mercês Dias - o outro casal seja João da Cruz e Patrocínia Magalhães. Havia relações de vizinhança e amizade entre eles. A mais jovem, quem será? A filha mais velha de um dos casais? Seria a professora Maria Delfina ou a Mariazinha(?)
Mas pensemos que fazer passeios mesmo dentro da aldeia não era habitual, a menos que aparecesse uma visita vinda da América ou de Lisboa e que seria simultâneamente razão para aparecer uma máquina fotográfica. Depois temos que pensar que quando há uma fotografia (nesta altura) há sempre um fotógrafo que poderá ser o marido da não identificada jovem dos seus trinta anos! Pensem na idade que terá o senhor António Lucrécio e esposa.
Quanto á paisagem, tudo bem. Igual permanecem as formas que saem da influência do homem: o relevo. os caminhos são os mesmos. O ajardinamento  dos campos, a florestação estão diferentes. Já agora a influência das estações do ano. Arriscava que a fotografia foi tirada pelo mês de Setembro. Talvez na primeira semana do mês, pelo Senhor dos Aflitos! A nartureza está estenuada por um estio intenso e longo que crestou o verde de plantas e árvores. Há sol ainda mas em breve o sol desaparecerá nas costas dos personagens que usam roupas de domingueiras.
Vá lá estrevam-se! Arrisquem que o prémio ainda não foi ganho!Galuchos
publicado por julmar às 16:00
link | comentar | favorito
Quinta-feira, 6 de Março de 2008

Quem são?

Pergunto no presente porque continuam vivas em nossas memórias. O lugar e a paisagem de ontem continuam iguais a hoje.

O prémio para o primeiro a responder  é mesmo esse ... ter sido o primeiro!

publicado por julmar às 22:23
link | comentar | ver comentários (13) | favorito

Cristalizações

Em Março, tanto durmo como faço
publicado por julmar às 07:58
link | comentar | ver comentários (6) | favorito
Sábado, 1 de Março de 2008

Sinais de mudança

Foi casa da senhora Evangelina, depois da sua filha que por nome tinha Dona Maria. Depois passou a morada do ti Joaquim da Cruz. Agora, em novas mãos, está a ser restaurada.

publicado por julmar às 20:57
link | comentar | ver comentários (3) | favorito

.Memórias de Vilar Maior, minha terra minha gente

.pesquisar

 

.Abril 2021

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


.posts recentes

. Feliz Páscoa - Mandar rez...

. Igreja da Senhora do Cast...

. Gente da minha terra

. Manto Branco

. Projeto "Tornar Vilar Mai...

. Quando a festa virou trag...

. A Vila e suas gentes

. Requiescat in pace, Elvir...

. Requiescat in pace, Maria...

. Tornar a Vila numa aldeia...

.arquivos

. Abril 2021

. Março 2021

. Fevereiro 2021

. Janeiro 2021

. Dezembro 2020

. Novembro 2020

. Outubro 2020

. Setembro 2020

. Agosto 2020

. Julho 2020

. Junho 2020

. Maio 2020

. Abril 2020

. Março 2020

. Fevereiro 2020

. Janeiro 2020

. Dezembro 2019

. Novembro 2019

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

.links

.participar

. participe, leia, divulgue, opine

blogs SAPO

.subscrever feeds