Quinta-feira, 7 de Janeiro de 2010

Sociedade de desenvolvimento - Bons exemplos

Permito-me publicar aqui um mail do João Valente
Júlio
Vai ao site da Câmara da Batalha ou no motor goocle consuta «Pia Do Urso» http://piadourso.com.sapo.pt/index1.htm
Na descida do Castelo até ao Pombal podia-se fazer uma eco-pista semelhante e com poucos custos. O exemplo que te dou, foi o projecto ancora que dinamizou uma aldeia que tinha 4 habitantes. Hoje tem 100 mil visitantes anuais, restaurantes, comércio, turismo, criaram uma marca conhecidíssima de azeite só vendido nas mais selectas lojas groumet e os particulares recuperaram as casas. Vilar Maior precisa de um projecto âncora, do género, que estimule a inciativa privada e incentive o turismo.
Abraço
João Valente
publicado por julmar às 16:30
link | comentar | ver comentários (4) | favorito
Terça-feira, 5 de Janeiro de 2010

FICHA DE PRÉ-ADESÃO

Alguns conterrâneos quiseram pedir a ficha mas o endereço de mail tinha um oequeno erro, o suficiente para encravar. Alguns enviaram a ficha preenchida para omeu e-mail pessoal. Não há problema. Já corrigia o endereço que fica novamente aqui.

s.d.vilar.maior@gmail.com

publicado por julmar às 23:09
link | comentar | favorito
Segunda-feira, 4 de Janeiro de 2010

Criação de uma Sociedade de Desenvolvimento

Na sequência de um post de 6 de Dezembro, com o título em epígrafe, muitas foram as pessoas que me contactaram, muitos foram os comentadores que apoiaram a ideia e deram sugestões. Na curta estadia que tive no natal em Vilar Maior falei com vários conterrâneos que se mostraram motivados. Gostaria que interessadamente os comentadores continuassem a falar do assunto, que livremente apresentem ideias, que falem do que gostariam de desenvolver em Vilar Maior. Temos de alimentar o projecto todos os dias. O projecto é grande mas seria interessante começar a dar alguns pequenos passos. Precisamos de gente de muitas especialidades  do saber(arquitectura, engenharias várias,economia e gestão, marketing, informática, contabilidade, serviços jurídicos, serviço social, saude, agronomia, arqueologia, história, sociologia ... ); precisamos do saber das pessoas idosas que estão em Vilar Maior; precisamos de todas as pessoas que estão em Vilar Maior e de todas as que estão fora; precisamos das pessoas que não sendo de Vilar Maior se interessem pelo valor do projecto; precisamos de investidores. Precisamos de um grupo motivado que creia no projecto e que queira realizá-lo. Estou disponível e empenhado em participar neste grupo.

Deste modo, e, como primeiro passo, será enviada uma ficha de pré-adesão a esta sociedade. Para o efeito, terão que solicitá-la para

s.d.vilar.maior@gmail.com

 

 Este é o seu primeiro passo!

 

publicado por julmar às 23:12
link | comentar | favorito

O Tempo e o Modo

Toda a aldeia era feita de um tempo muito antigo. Nas casas, nas ruas, nos usos e nos costumes. Mesmo os corpos dos aldeões, no jeito especial de os utilizarem, tinham também um toque rude e primitivo. O modo de andar, por exemplo, era desengonçado e langão, como se levassem às costas a sua carga de séculos. Mas era sobretudo nas casas que o peso do tempo mais se sentia. A gente olhava-as e via logo que tinham sido casas construidas no eterno.

Vergílio Ferreira

 

publicado por julmar às 22:21
link | comentar | favorito
Domingo, 3 de Janeiro de 2010

Notas soltas

Tenho ums serviços de informação muito rudimentares, daí que haja notícias que sei por mero acaso, por vezes, como é o caso com atraso considerável. Mas para quem não sabe constitui notícia. Foi assim que souba que tinha falecido D. Julieta, residente há longos anos na Guarda, mãe do prezado amigo Albino. Atrasadas mas sentidas condolências para ele.

O Zé Duarte esteve internado num hospital em França mas ao que soube teve alta.

Uma nova empregada no Gata's Bar é a conterrânea Beatriz Lavajo.

Por último, o António Bárbara Cunha, o nosso presidente da Junta de Freguesia, bem me quis mostrar os nabos e que os fotografasse ... mas o raio do tempo é escasso. Mas pronto esperando a benignidade do Cinco Quinas e porque não há nabos como os da Vila, fui lá colhê-los virtualmente, porque na realidade pesam 3,100 Kg e 3,900Kg

Que grandes nabos

  

publicado por julmar às 19:11
link | comentar | ver comentários (5) | favorito
Sábado, 2 de Janeiro de 2010

Vamos ter obra

  Por aqui se fazia o mercado nos princípios do século XX. Conversei com gente de Castelo Mendo que ia ao mercado da vila e não faço ideia que caminhos seguiam. Ali no tronco de que restam dois esteios se ferravam as alimárias. O sítio dá pelo nome de Parada. A casa tem uma bela fachada

 que certamente será bem aproveitada. Uma óptima paisagem e boa exposição solar.

Bons sinnais para a vila

publicado por julmar às 22:05
link | comentar | ver comentários (15) | favorito

.Memórias de Vilar Maior, minha terra minha gente

.pesquisar

 

.Abril 2021

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


.posts recentes

. Feliz Páscoa - Mandar rez...

. Igreja da Senhora do Cast...

. Gente da minha terra

. Manto Branco

. Projeto "Tornar Vilar Mai...

. Quando a festa virou trag...

. A Vila e suas gentes

. Requiescat in pace, Elvir...

. Requiescat in pace, Maria...

. Tornar a Vila numa aldeia...

.arquivos

. Abril 2021

. Março 2021

. Fevereiro 2021

. Janeiro 2021

. Dezembro 2020

. Novembro 2020

. Outubro 2020

. Setembro 2020

. Agosto 2020

. Julho 2020

. Junho 2020

. Maio 2020

. Abril 2020

. Março 2020

. Fevereiro 2020

. Janeiro 2020

. Dezembro 2019

. Novembro 2019

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

.links

.participar

. participe, leia, divulgue, opine

blogs SAPO

.subscrever feeds