Quinta-feira, 24 de Julho de 2008

Festa do Senhor dos Aflitos

Vilar Maior tem passado e tem História o que constitui (ou deveria constituir) uma mais valia para o seu desenvolvimento e afirmação. No entanto, parece acontecer exactamente o contrário e o passado parece ser um pesado fardo obstaculizador do seu desenvolvimento. Assim, da fraca densidade populacional do concelho do Sabugal, Vilar Maior está no último lugar; assim, em termos de negócios, empresas, serviços está no último lugar; a única mercearia que havia fechou. Todas as freguesias (penso que todas) circunvizinhas, alteraram a celebração das suas festas para o mês de Agosto. Em Vilar Maior, porque a tradição pesou mais que a união de todos os conterrâneos a festa continuou no 1º Domingo de Setembro. Acontece que este ano esse domingo é no dia 7 de Setembro: Muito tarde.
Quando iniciei este blog, vai fazer dois anos, escrevi:
 
Quinta-feira, 24 de Agosto de 2006
 

«A única coisa para que não pode servir a festa é para desunir os vilarmaiorenses. Dizem os de um lado que a festa terá de ser no primeiro Domingo de Setembro porque sempre assim foi.Enquanto não houve emigração não houve problema. Também não houve problema enquanto os patrões lhes permitiram que alongassem as suas férias pelo mês de Setembro. Tornou-se problema quando tiveram que rumar ao trabalho até final de Agosto. Com compreensível dor de todos e revolta de alguns a festa continuou na data que sempre foi. Encontrou-se uma forma de mitigar o problema criando em meados de Agosto a «Festa do Emigrante». Neste momento já não são apenas os emigrantes que não podem assistir à festa mas muitos que trabalham em diversas zonas de Portugal.

Talvez seja tempo de repensar a data.

Este é um espaço que aceita essa discussão, dando a todos a oportunidade de expor a sua opinião que todas as opiniões são respeitáveis»

 

Há dias, em comentário, a um post deste blog, Carlos Martins escrevia:

«É com tristeza que leio estas notícias, mas a minha opinião é que a Nossa Terra precisa efectivamente destes sérios avisos, porque infelizmente os críticos são mais que os voluntários em fazer alguma coisa pela terra (não é que me sinta com grande legitimidade para proferir tal afirmação, pois efectivamente não tenho obra feita na terra), contudo por experiência vivida no pretérito ano verifiquei que quem mais critica é quem se mantém mais afastado das acções e não apresenta soluções para os problemas. Penso efectivamente que pelos momentos vividos na festa anterior, continuamos a fazer uma festa megalómana para a população que dispomos, ou seja na 2.ª Feira da festa quase não se conseguiam pessoas para a procissão, contudo continua a verificar-se a generosidade da maioria das pessoas, faltando a estes actos um pouco mais de união e voluntariado por parte de todos os conterrâneos.»

C.M.

Parecem-me muito pertinentes as observações do Carlos, sobretudo no que se refere à megalomania.

 

publicado por julmar às 08:44
link do post | comentar | favorito
3 comentários:
De Lian a 25 de Julho de 2008 às 22:24
Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades,
(...)
Todo o mundo é composto de mudança
(...)
Segundo o que me foi dito por familiares mais velhos, o problema da mudança da data da festa foi discutido há muitos anos, tendo nessa altura vencido a opinião de que a data tradicional devia ser mantida. Só que, de então para cá, muitas coisas mudaram (tudo muda a cada momento) e a realidade de então também já se alterou. Menos gente, mais dificuldades em em encontrar organizadores....! No entanto, será que mudar a data só por si resolve todos os problemas relacionados? Se sim, defendo tal alteração, ficando desde logo resolvida a situação daqueles que a ela não podem assistir por se realizar em Setembro. Mas penso que não será só por aí. É o que ocorre dizer, sem prejuízo de poder voltar ao assunto.


De pedro cardoso a 28 de Julho de 2008 às 15:55
Sem duvida que a data seja talvez uma falsa questão. Pois outras festas em pleno agosto já acabaram (Soito e Aldeia da Ribeira).
A grande questão é sem duvida a falta de união e voluntariado.


De Bárbara Cardoso a 20 de Agosto de 2008 às 22:22
Caro Professor Júlio,
Permita-me que use o seu blog para informar os nossos conterrâneos dos últimos desenvolvimentos relacionados com a Festa em Honra do Divino Sr. dos Aflitos.
No dia 17.08.08 realizou-se uma reunião na sede da junta de freguesia, divulgada nos meios locais, tendo por objectivo discutir o futuro da Festa em Honra do Divino Sr. dos Aflitos.
Apesar de o número de participantes ter sido bem maior que o das reuniões anteriores, tendo em conta que foi num Domingo de Agosto, afinal só lá estavam os interessados no tema, que não me pareceram assim tantos, uma vez que somos muitos mais conterrâneos, quer os que vivem em Vilar Maior, quer os que estão espalhados pelo mundo e pelo país.
O assunto foi debatido e foram apresentadas propostas. Ficou decidido que as mesmas serão colocadas a votação no próximo Domingo, dia 24.08.08, às 15 horas, de modo a que todos os interessados possam votar. E mesmo para os que não possam estar presentes no local poderão votar por escrito, nominalmente e assinado. O voto pode ser colocado na caixa de correio da junta, enviado via CTT ou ainda por um familiar.
As propostas apresentadas são:
A. Mudar a data da Festa em Honra do Divino Sr. dos Aflitos para o mês de Agosto. É responsável por esta proposta Henrique Silva;
B. Realizar a festa em 2 momentos. 1º momento em Agosto, que resultaria da transferência da festa em Honra de Nossa senhora de Fátima da tradicional 2ª feira para Agosto (dia 13 ou 15, mas esta data seria acertada posteriormente). O 2º momento seria realizado na data tradicional, no 1º fim-de-semana de Setembro, mantendo as comemorações de Sábado e Domingo. Nesta proposta a comissão de festas é única. É responsável por esta proposta António Gata;
C. Duas festas religiosas integralmente iguais, uma em Agosto e outra em Setembro. É responsável por esta proposta Cláudia Marques;
Caso os conterrâneos não se revejam em nenhuma das propostas apresentadas podem ainda votar em:
D. Manter a Festa em Honra do Divino Sr. dos Aflitos no modelo e data actuais;
E. Acabar com as festividades.
Apelo à participação de todos, para que mais tarde não apareçam os críticos que não se revêem na solução votada, mas que não contribuíram para encontrar uma solução, que agrade pelo menos à maioria de todos os Vilarmaiorenses.
O meu desejo é que todos se empenhem nesta e noutras missões para ajudar a nossa terra.
Cumprimentos para todos os que gostam de Vilar Maior,

Bárbara Cardoso




Comentar post

.Memórias de Vilar Maior, minha terra minha gente

.pesquisar

 

.Julho 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


.posts recentes

. Requiescat, Joaquina Fons...

. A Ronda

. O Sabugal em vias de exti...

. In, Histórias Quase Reais

. A Praça da Vila

. Requiescat in Pace, Júlio...

. O burro da aldeia - menti...

. Requiescat in Pace, Aníba...

. Requiescat in pace, José ...

. Soldados de Vilar Maior n...

.arquivos

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

.links

.participar

. participe, leia, divulgue, opine

.

blogs SAPO

.subscrever feeds