Domingo, 23 de Novembro de 2008

Identifique

Terá direito a prémio especial o comentarista que primeiro identificar correctamente o local onde se encontra esta peça escultural. Ajuda: Fica em lugar ermo do concelho do Sabugal.

publicado por julmar às 19:39
link do post | comentar | favorito
12 comentários:
De "O Vila" a 24 de Novembro de 2008 às 17:56
Vão já dizer que lhe tomei o gosto e que não terei mais nada para fazer. O facto é que parto exactamente do zero com que parti no caso de Alfaiates; só lá estive uma vez e já há bastantes anos. O aspecto do muro externo e a beleza arquitetónica no seu interior leva-me a arriscar se não poderá ser o convento (mosteiro??) da Sacaparte. Não vejo nas redondezas outro sítio onde possamos admirar este estilo. Também me lembrou de Sortelha mas não o creio (Essa aldeia histórica sim, já a visitei várias vezes).


De Sentinela a 24 de Novembro de 2008 às 19:55
A peça escultural só por si não terá grande valor. Valiosíssima será, isso sim, quando avaliada no todo do complexo histórico-arquitectónico em que está inserida. Com toda a certeza valerá bem mais do que os oitocentos mil reis, pelos quais terá sido arrestada, aquando no auge do liberalismo foram expulsas as ordens religiosas do País. Desta vez, o fotógrafo, talvez num exercício de racionalização do tempo disponível (tempo é dinheiro), aproveitando a ida a Alfaiates, já com Aldeia da Ponte à vista, foi só desviar umas centenas de metros e, quiçá à procura de um dólmen descoberto há pouco tempo nas redondezas, terá pensado: vou matar três coelhos de uma só cajadada; A casa do neo-labrego, a anta e este lugar ermo onde desfilaram encoirados, encarrapatos ou pelados. Como já se aperceberam, eu sei onde se encontra a peça. Porém, o prémio a ter que ser entregue, deve sê-lo às entidades responsáveis pelo deplorável estado de degradação a que deixaram chegar aquele vasto e valioso património histórico. Para mim, não saco parte nenhuma. Sei que nos últimos anos já muito foi feito, sobretudo através do impulso e iniciativa do povo de Alfaiates.


De Sentinela a 24 de Novembro de 2008 às 20:03
Hopsss ....!
Comecei o comentário, deixei-o a aboborar e eis que "OVila " se antecipou. Paciência. Dei o meu contributo. Modesto mas julgo que tem algum sumo. Cumprimentos.


De "O Vila" a 26 de Novembro de 2008 às 00:00
Remeto os Ex.mos comentaristas para o meu comentário do post anterior.


De Dofaleiro a 28 de Novembro de 2008 às 12:22
Se mal pergunto, pergunto eu; Era neste local que tinha (tem) lugara romaria da Senhora da Póvoa ou, pelo contrário, (seria) será em Vale de Lobo ali bem na falda da Serra da Opa? As minhas dúvidas advêm de expressões como: Senhora da Póvoa de longe e de perto e Senhora da Póvoa... viva a velha, viva a nova.


De Tília a 28 de Novembro de 2008 às 17:21
Não sendo o meu forte conhecimentos sobre estas antiquíssimas romarias, sempre me pareceu, pelo que ouvia aos mais velhos, que quando os romeiros atravessavam Vilar Maior, ainda teriam muito que caminhar. No meu subconsciente ficou sempre a ideia de que a Senhora da Póvoa ficaria para os lados do Sabugal, quiçá a alguma distância após atravessar a sede do conselho. Será que Sentinela ou outro comentarista mais dado a estas coisas, nos saberá elucidar e descrever mais algo sobre estas famosas como antigas romarias religiosas??:
E quanto ás que se faziam a Sacaparte ??.


De O Cota a 29 de Novembro de 2008 às 10:59
Existem no Google fartos desenvolvimentos sobre esta temática; Lendas, história, romarias, imagens... Os eventuais interessados poderão pesquisar por: Nossa Senhora da Sacaparte.
Bom fim de semana e divirtam-se.


De Manuel Maria a 2 de Dezembro de 2008 às 14:21
A Romaria da senhora da Póvoa que tinha mais nomeada no sec. XIX e primeira metade do XX era a do Vale da Senhora da Póvoa, a seguir ao terreiro das Bruxas, no caminho para Penamacor. Era concorrida pelas gentes de todos os concelhos limitrofes e era muito afamada.


De a 2 de Dezembro de 2008 às 15:11
Será que o blog entrou em pousio? Hibernou? Congelou? Está tudo tão silencioso que até me apetece dizer: volte Francisco Leal...!!! Está perdoado.
[Error: Irreparable invalid markup ('<br [...] <a>') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

Será que o blog entrou em pousio? Hibernou? Congelou? Está tudo tão silencioso que até me apetece dizer: volte Francisco Leal...!!! Está perdoado. <BR class=incorrect name="incorrect" <a>LooooooooooooooL</A> .


De Anónimo a 2 de Dezembro de 2008 às 15:17
Ná .. Isto afinal parece que está avariado. há por aqui mosquitos por codas. O meu comentário não não foi publicado de forma escorreita. Vou testar.


De Manuel Maria a 3 de Dezembro de 2008 às 16:09
Apenas uma achega,: para lá da porta, o que se vê, se a memória me não atraiçoa, é o púlpito do antigo refeitório dos frades, em estilo barroco. As refeições faziam-se em silêncio, apenas intercortado pela leitura de um livro religioso, ditado do púlpito.


De Manuel Maria a 3 de Dezembro de 2008 às 16:10
... Mas não juraria... há tempos que não visito o local!


Comentar post

.Memórias de Vilar Maior, minha terra minha gente

.pesquisar

 

.Dezembro 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


.posts recentes

. Inscrição Gótica

. Associação

. Confraternização, era ass...

. Descubra a(s) diferença(s...

. Filho de Vilar Maior, Bis...

. Natureza e cultura

. Nós por cá continuamos as...

. Cruz do Arreçaio

. As procissões de outrora

. Recordando a D. Zézinha

.arquivos

. Dezembro 2019

. Novembro 2019

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

.links

.participar

. participe, leia, divulgue, opine

.

blogs SAPO

.subscrever feeds